Menu Fechar

Hoje, agradeço eu!

Carla Ribeiro

Hoje agradeço eu.

Sim, porque há tanto que tenho para agradecer a cada um de vós.

Festejo este mês, e não poderia deixar de convosco partilhar, o primeiro aniversário de uma caminhada.

Corações Amigos” comemora esta mês o seu primeiro aniversário na Rua, na partilha constante de Amor com os nossos Amigos de Rua. Começo por agradecer, a duas pessoas em especial, aos “Filhos” desta caminhada que desde o início me apoiaram e acreditaram que seria possível este novo caminhar. A vocês, Nando e Cláudia o meu Obrigada de “Mãe”, Amiga, Irmã, pela imensa força e por terem estado ao meu lado em mais esta caminhada da minha Vida. Ao meu filho e aos meus pais, também o meu Obrigada, pois sem o apoio da minha Família, esta caminhada não seria possível, sem vocês que são os meus pilares.

relatos - 01 - 01mar15

É o momento também de agradecer a todos os Amigos e Amigas, que com as vossas palavras, carinho, amizade, sempre me deram as palavras certas no momento certo, não me deixando nunca desistir, foi também com as vossas ajudas que estamos este mês a festejar.

A todos que colocaram pedras e barreiras na minha caminhada, Obrigada também, pois conseguiram ajudar-me a ficar mais forte e seguir em frente, na busca do meu caminho.Ficamos mais fortes na queda, na traição e na verdadeira Amizade. É caindo que aprendo a levantar-me, é na traição que reconheço a verdade, é na mentira que busco a verdade, mas essencialmente é nestes momentos que reconhecemos e qualificamos as pessoas verdadeiras que sempre estão ao nosso lado para sorrir e até para chorar.

relatos 02 - 01mar15

Tenho que agradecer também a todas as pessoas que, prontamente, se juntaram a esta causa de ajuda ao próximo, ajudando-nos a levar Amor a quem por nós espera na rua a cada noite. Desta forma passo a mencionar:

Ao sr. Carlos Melo que nos ajudou imenso na compra do contentor térmico para acondicionarmos a sopa, e nos ofereceu também três termos para o leite; ao nosso amigo Maia, pela oferta da máquina do café; Restaurante Castelões, nas pessoas do sr. Augusto e dona Goreti, sita na Rua Álvaro Castelões, no Porto, pela sopa deliciosa que sempre nos oferecem, para alimentarmos os nossos Amigos de Rua; Padaria São Mamede, na pessoa do sr. Fernando, sito na Avenida do Conde, em São Mamede de Infesta, pelo pão que sempre nos oferece; Confeitaria Tamisa, na qualidade da dona Carla, sito na Rua da Picaria no Porto, pelo pão que nos oferece; Eupoupo, na pessoa da dona Susana, pelos copos plásticos para o leite e para o café, bem como as palhetas do açúcar; Bolas de Berlim do Norte, na qualidade da dona Cidália, que, várias noites, mimou os nossos Amigos de Rua com as melhores Bolas do Norte; “CreamyDreams, ao sr. Pedro, em Canelas, pelo pão e, alguns doces que nos oferece; Ortopedia Reumamaia – Material Ortopédico, Hospitalar e de Reabilitação, sito na Avenida Santos Leite, na Maia, pelas luvas…

Ao ETC e Tal Jornal, na pessoa do seu diretor, José Gonçalves, por me permitir fazer parte desta “família” de escrita e ir dando a conhecer este nosso trabalho, e todo o meu sentir; Há Junta de Freguesia de Paranhos, na qualidade do seu Presidente, Dr. Alberto Machado, pela ajuda com a Loja Social; Há amiga, poeta e escritora Lourdes dos Anjos, pelas tarde e saraus de Poesia que organizou com cariz solidário, ajudando-nos na recolha de bens essenciais para levarmos em cada noite para os nossos Amigos de Rua;  Poesia em Folhas de Chá, nas pessoas Maria La-Salete Sá, Fernanda Cabral e António Gonçalves, pela organização de uma tarde de poesia também ela solidária; ao Poeta José de Sá, pelo convite para estar presente no serão poético “Ventos de Luz”, onde me surpreendeu convidando-me a falar sobre o “Corações Amigos” no decorrer do serão de poesia; Ana Albergaria, também pelos vários convites em estar presente nas suas tarde de poesia, nas quais sempre abre um espaço para apresentar aos presentes os “Corações Amigos”.

A todos que com as vossas ajudas nos fazem chegar os bens alimentares de que necessitamos para levar em cada noite que saímos para a rua, a todos o nosso muito Obrigada / Obrigado, pois sem todas as vossas ajudas estas noites seriam mais frias.

Não poderia deixar de agradecer a duas pessoas fantástica que a nós se juntaram desde outubro, Sandra e Pedro, os novos “Filhos” desde caminhar, pela vossa disponibilidade e pelo Amor que a cada noite vocês me dão, mas acima de tudo pela maravilhosa entrega com que vocês saem para a rua a cada noite. Grata por estes “Anjos” como vos merecidamente chama o “Filho” Nando, que vos colocou no nosso caminho;

Aqui quero incluir todos os que por lapso, posso ter esquecido de mencionar mas que foram igualmente importantes para a minha caminhada, para a nossa caminhada.

Não posso contudo deixar de agradecer a todos que a cada noite a nós se juntam, dispensando o aconchego das vossas casas e das vossas famílias por uma noite connosco na Rua junto dos nossos Amigos de Rua. E tantos que voltam e tornam a voltar, para nos acompanhar, tornando-se cada saída quase uma nova família.

relatos 03 - 01mar15

Ao longo destas noites, tantas as ruas da cidade que percorri, tantos os olhares, que em cada local me esperavam, tantos sorrisos, tantas alegrias partilhadas, tantas as lágrimas às vezes sufocadas. Mas em todos estes momentos sempre uma palavra, sempre um abraço, um sorriso, uma surpresa para tornar estas noites tão frias, em noite quentes, em momentos, horas de Amor, de dizer não há Solidão. E tantos os encontros, os desencontros e reencontros.

Tantas as vezes que apenas me apetecia chorar, mas que apenas calei dentro de mim cada lágrima, cada dor. Em cada noite fria, gélida, carregada de solidão, tantos os olhares que na minha memória fotografei, pois não haveria maquina alguma capaz de gravar o meu sentir, o que cada olhar no silêncio falava. Em cada vão de escada, em cada entrada de um qualquer loja, em cada recanto de jardim, nos degraus de qualquer teatro, sempre um rosto que nos espera.

E, em cada reencontro a alegria, um sorriso, às vezes uma voz carregada de desânimo, mas sempre uma palavra que nos recebe de portas abertas. Camas de cartão, caminhares na solidão, rostos carregados de medo, olhares cheios de histórias para contar, rostos marcados pelo desgaste da Rua, pela amargura das sua Vida, pela saudade de um simples abraço, alianças carregada de história, meninos apenas meninos…

Muitos foram os momentos, que ao longo deste ano, eu vivi, escrevi, ou simplesmente dentro de mim guardei, como se guarda um tesouro, no coração, para nunca se perder.

Em cada paragem, um rosto, um olhar, que me espera.

Uma gargalhada, um abraço, são Amigos que me esperam a cada recanto, a cada noite.

Não está frio, nem mesmo calor, pois eles esperam-me, há chuva, ao frio, ao vento, até no meio do nevoeiro, com calor, no frio do orvalho que cai, eles sempre estão lá há minha espera, e, eu vou a cada encontro, reencontro às vezes desencontros que me deixam com a ausência no pensamento.

Mota, João, Abílio, César, Carla, Adelino, Sá Pinto, José, Mário, Luís, Maria, Guilhermino, António, Paulo, Francisco, Vítor, Fernando, Rosa, Resende, Alfredo, Antonieta, Carlos, Ernesto, Paulo, Cristina, Paredes, Zé, Surfista, Loiraço, Joaquim, Sérgio, Maria, Hulk, Rodolfo, Alberto, Davide, José Lisboa, Mário, Manelito, Moreno, Artur, Alberto, Virgínia, Jorge, Paula, Lima … tantos e tantos os nomes, tantos os olhares, tantas as histórias, que a cada noite me enchem o coração.~

relatos 04 - 01mar15

Mas tantas as lágrimas que por vezes depois de sufocadas, são choradas no silêncio…Hoje! Hoje, sou eu que vos agradeço, a todos por acreditarem que sou capaz, pela força que a cada noite vocês me dão, pelo imenso Amor, que de cada um eu recebo.

Saio para a rua uma mão cheia de nada e a outra cheia de esperança. Regresso a casa com todo o meu ser a transbordar de Amor, pelo imenso que todos vocês me dão.Cláudia e Nando, a Vocês um especial Obrigada, pelo Amor, pela força e por acreditarem comigo que esta caminhada era possível, Obrigada por estrem a meu lado.

A todos que a cada noite nos acompanham, grata pelas vossas partilhas, grata por voltarem, pois esta caminhada só faz sentido quando a partilhamos connosco, com todos vocês que nos acompanham.

Obrigada a cada amigo que fez parte das equipas ao longo destes meses, que com as vossas colaborações tornam possível estas nossas noites. Obrigada por nos ajudarem a ajudar, a levar Amor e sorrisos em cada noite.

relatos 05 - 01mar15

“Não me esperem para a colheita, pois estaremos sempre a semear”

Agradeço por me fazerem sorrir…

Agradeço pelo vosso sorriso…

Agradeço cada lágrima…

Agradeço por me fazerem acreditar que somos capazes…

Agradeço por me fazerem acreditar que sou capaz…

Agradeço por me fazerem acreditar que ainda existem pessoas

Obrigada

Até breve com novos “sentir”, novos “amar”…

 

Fotos: “Corações Amigos” e pesquisa “Google

01mar15

Partilhe:

21 Comments

  1. Carla Ribeiro

    Obrigada Minha linda Catia
    e nesse castelo que diáriamente eu construo, levo e deixo permanecer todos os meus Amigos verdadeiroos, como tu, que sempre estão ao meu lado nesta linda caminhada da minha Vida.
    Obrigada Amiga pela pessoa maravilhosa que um dia entrou na minha vida
    Bjnhs e aquele sorriso, aquele forte abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.