Menu Fechar

Tino de Rans: “Nasci para incomodar!”

Dá pelo nome de Vitorino Francisco da Rocha e Silva, nasceu na penafidelense freguesia de Rans, a 19 de abril de 1971, e é popularmente conhecido por Tino de Rans, o tal que, em fevereiro de 1999, durante o 11.º Congresso do Partido Socialista, entrou para a ribalta política nacional, com um discurso inflamado, que acabou com uma imprevista aclamação geral e um forte abraço do, então, líder socialista, António Guterres.

tino - 01

Rans
Rans

Tino sabia, nesse momento, que jamais seria um cidadão anónimo. Sabia para o que ia no referido Congresso. O calceteiro de profissão, a partir daí, tem feito de tudo um pouco, sempre com os focos para si virados. “Nunca me preocupei com os focos, a minha luz é o Sol que todos os dias vem ter comigo”, disse ao “Etc e Tal Jornal”, em entrevista vídeo-gravada, que a seguir se edita.

Mas, antes da reunião magna socialista, Vitorino, tinha já, em 1993, conseguido um importante feito, ao vencer, pelas listas do PS, a Junta de Freguesia da sua terra, sendo reeleito quatro anos depois.

tino - 03

O imediatismo deu um pouco para tudo. Tino – devido à sua popularidade – é convidado para dois “reality-show na TVI (“Quinta das Celebridades” e “Big Brother VIP”), desafio que não o descredibilizou e que repetiria se “fosse convidado”. Assumido socialista, ainda que tenha deixado o PS, em 2009 – “nos partidos as pessoas não podem ser livres” -, não se considera, mesmo assim, um esquerdista: “sou um homem de 360 graus”.

tino - 04

tino - 05

Tino volta à ribalta política quando consegue reunir as assinaturas necessárias e se candidata à Presidência da República, em 2016, das quais sairia vencedor Marcelo Rebelo de Sousa. O homem de Rans acabaria por conquistar 152 mil votos (3,28%), resultado que o deixou contente porque “quem votou em mim, não votou com pena!

tino - 06

tino - 07

Tino junto à Câmara de Penafiel
Tino junto à Câmara de Penafiel

Tino prepara-se, enquanto forma um partido político, para formalizar a sua candidatura à presidência da Câmara de Penafiel, nas eleições autárquicas deste ano, e é perentório: “vou ganhar!”.

Força de vontade, convicção e “espírito de missão” não falta a Vitorino Silva que é Tino de Rans, uma pessoa alegre, popular, que, como diz, “nunca passo despercebido”. E, com estas e com outras, vai fazendo jus ao seu lema de vida: “nasci para incomodar!”.

 

 

 

Texto/Entrevista: José Gonçalves

Video-gravação/Fotos: Pedro N. Silva

01fev17

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.