Menu Fechar

O ardina

Carlos Sameiro

Sim, derrubaram a estátua do ardina que estava numa esquina da Praça da Liberdade, junto a um marco de correio.

A estátua do ardina tornou-se num símbolo da cidade do Porto. Era um lugar para o turista estrangeiro e para o turista nacional tirar fotografias.

O ardina da Praça da Liberdade representa o vendedor de  que por ali fazia a sua vida. Era de forma expressiva, seja com pregões audíveis que este anunciava as boas novas e as más novas nacionais e internacionais. Era o promotor para a leitura e para a informação. Numa época que além da televisão e da rádio, comprar um jornal era sinónimo de estar bem informado. O jornal fazia parte do quotidiano dos Portuenses, em casa, no café e no trabalho o jornal não podia faltar.

Por isso seja com intenção ou sem intenção, ao derrubarem a estátua do ardina uma coisa é certa, não derrubaram a memória da cidade, porque a mesma não se perde com incidentes.

O “ardina” é uma obra do escultor Manuel Dias, do ano 1990.

oardina-abr18-cs

 01mai18

Partilhe:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.