Menu Fechar

Rua do Pinheiro de Campanhã

Esta rubrica dá a conhecer a toponímia portuense, através de interessantes artigos publicados em “O Primeiro de Janeiro”, na década de setenta do século passado. Assina…

Cunha e Freitas (*)

“O Casal do Pinheiro de Mira Flores, no Couto de Campanhã, existia com este nome já no longínquo ano de 1343, quando o Cabido o escambou com o Casal de Azevedo.

Em 1542, segundo o Censual da Mitra, «Heitor de Magalhães e sua mulher Isabel Giroa e um filho de todos vivos trazem por prazo o Casal do Pinheiro, no nosso couto e freguesia de Campanhã».

subida_ceres (3)

Não deve confundir-se este Pinheiro que deu o nome a uma rua e uma travessa junto do Freixo de de Bonjóia, e tem a designação de Pinheiro de Campanhã, com o Pinheiro Grande, da mesma freguesia, também com uma rua e uma travessa, que fica para os lados de S. Roque da Lameira e da estrada da Circunvalação. Sobre este, de momento, nada conseguimos apurar com algum interesse.”

(*) Artigo publicado em “O Primeiro de Janeiro”, na rubrica “Toponímia Portuense”.

Na próxima edição de RUAS” DO PORTO destaque para a RUA DO PINHEIRO MANSO

Foto: Pedro N. Silva (Arquivo EeTj)

01jun18

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.