Menu Fechar

Olhe por si

Patrícia Moreira

As preocupações do dia-a-dia, o esforço permanente, levam por vezes ao aumento do stress. O corpo e mente sofrem e a vida diária acaba por sofrer. Quando não há uma paragem para restabelecer-se o ser humano habitua-se a este estado e muitas vezes nem se apercebe que a vida pode ser incrivelmente melhor. E muitas vezes ocorrem incidentes que são o culminar de todo um processo penoso de interiorizações e descargas de emoções mal conduzidas.

pexels-photo

Alguns sintomas do stress

– pouco sentido de humor

– dores de cabeça

– Indisposição

– falta de equilíbrio

– insónia

Quando não se dá o devido valor ao que se vai sentindo de menos bom, podemos transformar estes sintomas em estados depressivos, ansiedade e doenças.

É importante compreender qual a sua resposta ao stress. O stress é como que uma resposta que nos mantém seguros, alertando-nos para a presença de perigo à nossa volta, criando alterações neuro-químicas. No entanto, quando em excesso, desequilibra o nosso estado de saúde.

mao-segurando-coracao-de-madeira

O stress constante pode levar ao Burnout. De acordo com vários investigadores, o Burnout no trabalho é considerado como um síndrome psicológico que presume sintomas de ordem somática e de ordem psíquica. A entrega excessiva a um trabalho pelo qual pôs “ toda a carne no grelhador” e acabou por se queimar.

As dimensões do Burnout são exaustão generalizada, cinismo, desprendimento do trabalho e até sentimento que não é eficaz. Acarretando várias consequências ao nível da saúde física e mental.

O Burnout não é uma depressão, mas sim um cansaço físico e psíquico associado é atividade profissional do individuo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), caracteriza-se por “sensação de fadiga intensa, perda de controle e incapacidade de alcançar resultados concretos no trabalho”

Salvaguarde-se, escute o seu corpo e não deixe para amanhã o que pode fazer por si ainda hoje. Para além de adotar um estilo de vida saudável, faça exames médicos regularmente e estabeleça relações de proximidade. O seu bem-estar depende substancialmente de si.

Fotos: pesquisa Google

01out18

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.