Menu Fechar

COZINHA TERAPÊUTICA QUE APOIA DOENTES DE ALZHEIMER ESTÁ A FUNCIONAR NO CENTRO SOCIAL E PAROQUIAL DO PADRÃO DA LÉGUA

Já Cheira a Esturro” é um projeto de cozinha terapêutica cuja missão é despertar as sensações e apelar à memória de pessoas portadoras de Alzheimer, através da integração de atividades culinárias nas suas rotinas. Venceu o “Concurso de Projetos Solidários” que o MAR Shopping Matosinhos lançou no ano passado. A iniciativa proposta pelo Centro Social e Paroquial do Padrão da Légua recebeu o apoio de cinco mil euros e está a apoiar cerca de 75 idosos do lar da terceira idade e do centro de dia da instituição.

Estima-se que em todo o mundo existam 47,5 milhões de pessoas com demência. Cerca de 60 a 70% dos casos terão Alzheimer. À falta de um estudo epidemiológico que retrate a real situação da doença em Portugal, as instituições de apoio aos doentes e familiares apontam os dados europeus e estudos como o relatório “Health at a Glance 2017” da OCDE, publicado em novembro desse ano, que coloca Portugal como o quarto país com mais casos de demência por mil habitantes, apenas ultrapassado por Alemanha, Itália e Japão.

O Alzheimer geralmente manifesta-se a partir dos 65 anos, sendo caraterizada por um agravamento progressivo e um irreversível declínio das funções intelectuais como a memória, orientação, pensamento abstrato e aprendizagem. Os pacientes portadores desta patologia têm dificuldades em comunicar, efetuar um cálculo simples e na realização de tarefas. Contudo, os efeitos da doença podem ser minimizados através do envolvimento dos pacientes em atividades que os motivem e os mantenham ocupados.

Foi com este objetivo que o Centro Social e Paroquial do Padrão da Légua apresentou a concurso um projeto inovador orientado para uma cozinha terapêutica, que pretende estimular os utentes portadores de Alzheimer a participar na realização do maior número de atividades culinárias. Por fazerem parte do seu passado, estas práticas estabelecem uma ligação com o mundo real e visam combater a solidão e, consequentemente, o isolamento social.

O MAR Shopping Matosinhos contribuiu para a compra e instalação de uma cozinha doméstica, mobilada com os equipamentos necessários à manipulação, preparação e confeção de alimentos crus e cozinhados, no edifício central do Lar do Centro Social e Paroquial do Padrão da Légua, a qual já está a funcionar e a receber as primeiras iniciativas.

Atualmente, esta IPSS de Matosinhos conta com 100 residentes e o Centro de Dia acolhe, em média, 30 utentes por dia. Dos 100 residentes, 56% são portadores de Alzheimer. Já dos 30 utentes do Centro de Dia, 67% são vítimas desta demência, maioritariamente mulheres. Serão estes os principais beneficiários das atividades incluídas no projeto da cozinha terapêutica.

Texto e foto: Pure / EeTj

01abr19

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.