Menu Fechar

Cogumelos Portobello recheados

Um destes dias apreciando um livro de pintura do extraordinário Amadeo de Souza Cardoso, pintor que muito admiro, veio me á memória muitos dos nomes famosos da nossa cultura muitos mais há e reparei que todos são dessa terra maravilhosa de Amarante, cidade portuguesa pertencente ao Distrito do Porto, região Norte e sub região do Tâmega. Outros artistas e escritores nascidos em Amarante: António Carneiro, Acácio Lino, Manuel Monterroso, Paulino António Cabral, Augusto Casimiro, Alfredo Brochado, Ilídio Sardoeira, Agustina Bessa Luís, Alexandre Pinheiro Torres e Teixeira de Pascoaes. Como o dia estava de Sol brilhante, rumei até a Amarante e todos estes nomes encontrei no Museu Municipal Amadeo de Souza Cardoso instalado no Antigo Convento Dominicano de São Gonçalo, mesmo ao lado da Igreja que faz frente à magnífica Ponte S. Gonçalo sobre o rio Tâmega local Paradisíaco.

Ao atravessar a Ponte dei de caras com a Confeitaria da Ponte, a mais famosa de doçaria conventual de Amarante, Esta doçaria tem origem no século XV. Eles são: Papos de Anjo, Lérias, Bolos de S. Gonçalo, Foguetes, e Brisas do Tâmega. Cada qual o melhor. A gastronomia é deliciosa, Cabrito Assado no Forno, Vitela Maronesa, Bacalhau à Zé da Calçada e os cogumelos, estas especialidades são sempre acompanhadas do magnifico Vinho Verde da região bem fresco que é único no mundo e remonta a 1808.

Se for até Amarante, não deixe de visitar…

Igreja e Convento de São Gonçalo, Museu Municipal de Amadeo de Souza Cardoso. Contém memórias de todos os nomes acima referidos, belíssima pintura de Amadeo e um Observatório de curiosidades à moda oitocentista. Ponte de S. Gonçalo. Igreja de São Domingos e Museu de Arte Sacra. Parque Florestal de Amarante.

Parque de Amarante

Muitos outros ficam por visitar.

Se sair da cidade não deixe de visitar a Casa do Poeta Teixeira de Pascoaes. (Lembre se que tem que fazer marcação antecipada).

Se for a Amarante em Agosto e lá estiver na noite de 23 para 24 não se assuste, pois vai ver a mais fascinante procissão de Diabos à Solta que depois de correrem as ruas da cidade, fazem no Largo um “Bailarico de Mafarricos” terminando com uma “Queimada dos Diabos”.

A Procissão dos Diabos surge na segunda metade do século XIX. Depois de muitas peripécias e andanças, Um inglês levou os “Diabos de Amarante” à Feira Universal de Paris onde foram vistos por cerca de trinta e dois milhões de visitantes no salão de vinhos da Casa Sandeman onde se fez representar. Os amarantinos estavam desolados com a emigração dos seus diabos de estimação reclamando a sua restituição.

Quando os diabos voltaram a Amarante foram recebidos pelos amarantinos que os tinham ido esperar à estação do comboio, em Santa Luzia, organizando, uma procissão até ao Largo de S. Gonçalo. E assim começou a tradição da procissão dos Diabos

Procissão dos Diabos

A festa começa com uma procissão que parte do largo da estação de comboios, repleta de figurantes todos vestidos de diabos levando adereços como archotes, transportando também os andores que levam o Diabo e a Diaba, até ao largo de S. Gonçalo, pelo percurso  todos gritam “Aí vêm os diabos! Lá vêm eles” no Largo fazem o “baile dos mafarricos”. A festa termina com a “Queimada dos Diabos”, uma mistura de frutos, aguardente e açúcar que é colocada num grande pote de ferro que depois de fervido faz um delicioso Licor.

E agora vamos aos nossos cogumelos.

Como vimos os Cogumelos são hoje também uma especialidade de Amarante, e são cheios de benefícios para a saúde, altamente nutritivos e com pouca gordura, os cogumelos são ricos em proteínas, fósforo, vitaminas do complexo B, ácido fólico, fibras e fortalecem o sistema imunológico, são importante fonte de compostos antioxidantes, antitumorais e antibacterianos e fáceis de cozinhar, tanto podem ser uma refeição um acepipe ou um acompanhamento, tudo depende da variedade escolhida.

Ficou com vontade de provar cogumelos? Veja receitas incríveis: pode fazer arroz vaporizado de cogumelos shitake ou de conserva, salmão ao champignon; fettuccine (ou qualquer outra massa) e cogumelos Paris, salada de cogumelos, espetadas de cogumelos grelhados na churrasqueira, enfiados num pauzinho com bacon e outras delícias.

Cogumelos Portobello recheados

Agora que chegou a Primavera, dias mais quentes sabe bem à noite uma refeição saborosa e irresistível sabor de fácil digestão.
Os cogumelos Portobello são os melhores para rechear devido à sua forma de pequena taça. Pode rechear com tudo o que imaginar. Atum, Bacon, Frango, Camarão, Alheira, Espargos. Tomate, sempre com queijo ralado que tanto pode ser da Ilha como outro qualquer a seu gosto. Acompanhe com uma boa salada, à qual pode juntar miolo de noz ou amêndoa.

Grau de dificuldade       fácil

Custo                               médio

Tempo preparação        20 minutos

Tempo cozedura           15/20   “

Número de doses          04

Foto 08 ingredientes

Ingredientes

4 Cogumelos Portobello grandes

8 Fatias de bacon fumado

200 gr de bacon fumado  já em bocadinhos

8 Fatias de chourição

8 Fatias de presunto fatiado

1 Raminho de coentros frescos

2 Dentes grandes de alho

Queijo já ralado: Gouda Mature, Maesdam e um pouco de Mozzarell (ou outros do seu gosto). Estes ficam bem.

Azeite, sal fino, noz-moscada, pimenta preta, q.b.

Queijo Padano ralado na hora antes de servir.

Preparação

Lave cuidadosamente os cogumelos (nunca os deixe de molho, pois perdem sabor e absorvem muita água). Seque-os com papel absorvente.
Retire os pés com uma faca afiada e corte-os em pedacinhos.

Pegue em cada cogumelo e apoio na palma da mão e com uma colher faça a cavidade dos cogumelos um pouco maior, tempere com um pouco de sal e pimenta.

Recheio

Numa frigideira colocar um pouco de azeite, (Só a untar a frigideira) os pés dos cogumelos, e o seu interior. O chourição o bacon o presunto e os alhos, tudo cortado em bocadinhos, temperar com as especiarias deixe cozinhar um pouco e junte os coentros bem picados e deixe apurar um pouco.

De seguida introduza o recheio e cubra com a variedade dos queijos ralados, generosamente.

Leve ao forno a 200º, num tabuleiro forrado com papel alumínio, até o queijo derreter. Rale um pouco de queijo Padano e coloque por cima. Sirva em cima de uma fatia de pão de forma alentejano ou outro, ligeiramente torrado.

Uma boa salada de folhas baby variada é o acompanhamento ideal: Alface verde e roxa, coentros, tomate cereja. espinafres, canónigos e algum miolo de nozes. O tempero é a seu gosto.

Dicas: Se usar cogumelos Shitake tem que calcular no mínimo com uns quatro para cada pessoa, pois são pequenos. As quantidades também depende dos comensais.

Lembre-se sempre que os cogumelos diminuem muito.

Também pode fazer para acompanhamento de um outro prato, cogumelos em lata fatiados, passados por manteiga um pouquinho de sal, noz-moscada e pimenta e bem salpicados com coentros. Ficam uma delicia!

Bom apetite!

Texto e receita: Carmem Navarro

Fotos (receita): Luís Navarro

Fotos (Amarante): pesquisa Google

01mai19

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.