Menu Fechar

Fo Tiao Qiang (sopa de pedra chinesa)

Weihua Tang

Sempre que vejo em Portugal, um “Panelão de Sopa” a fumegar, lembro-me logo de uma das nossas gastronomias típicas e famosas da China – “fó tiào qiáng”.

Fo Tiao Qiang”, também chamada “Man Tan Xiang”, significa “panelão cheio a fumegar”. Este é o prato principal e o mais conhecido, na cidade de Fuzhou, província de Fujian.

O prato existe há centenas anos e tem uma enorme reputação na China, assim como no mundo, pois até o Presidente Americano e a Rainha da Grã-Bretanha já foram servidos com esta típica gastronomia chinesa, no banquete nacional, quando fizeram uma visita oficial à China.

Então, como nasceu este nome fora de vulgar para um prato tradicional?

Segundo uma lenda, um eminente monge que se chamava Xuan Quan, da Dinastia Tang, do “Templo Shaolin”, na província de Fujian, quando passou pela capital de Fuzhou ficou numa estalagem para descansar, nessa noite. Mas, um vizinho ao lado da estalagem, numa casa rica e ponderosa, dava uma festa e os convidados estavam a deliciar-se com o prato “Man Tan Xiang”.

Esse monge sentiu o cheiro da comida e ficou cheio de vontade de a provar. Como não resistiu ao cheirinho perfumado da comida, quebrou todas as regras e boas maneiras, aprendidas no templo, saltou loucamente para o outro lado do muro e aproveitou a delícia que lá encontrou. A partir daí, surgiu a origem do nome de “Fo Tiao Qiang”.

Afinal, o que é que significa este nome? De certa forma, “Fo”, quer dizer “monge”, ou “Buda” como hoje se diz.; “Tiao” significa “saltar” e a palavra “Qiang” é muro.

Imagine-se, assim, como era tentadora e deliciosa era esta sopa!

A receita para fazer esta gastronomia é bastante complicada. Além de necessitar de 18 ingredientes principais e 12 tipos de acessórios, é preciso mesmo ter a “paciência de chinês” para cozinhar, provavelmente, durante mais de 10 horas, em lume brando.Esta sopa faz lembrar a famosa “sopa de pedra” dos portugueses, também inventada por um monge.

Um poema da Dinastia Qing revela muito bem o verdadeiro sabor delicioso de “Fo Tiao Qiang”

Tan Qi Hun Xiang Piao Si Lin,

Fo Wen Qi Chan Tiao Qiang Lai!

A tradução livre para português poderá ser assim:

Um panelão destapado, espalhava o cheiro da comida pelos vizinhos,

E um monge guloso, não resistiu e saltou o muro por causa do cheirinho.

Obviamente que, sempre que volto à China, aproveito para saborear e matar as minhas saudades da autenticidade da nossa gastronomia. Contudo, as verdadeiras saudades são sempre significativas, tal como a minha terra natal, onde nasci, onde fui criada, onde passei a minha infância inesquecível, onde fui educada e pela qual tenho uma paixão infinita – é a minha pátria!

Indiscutivelmente, este sentimento é profundo, absoluto, sólido, lindo, valoroso, único e eterno!

01mai19

 

 

 

Partilhe:

2 Comments

  1. Graça Fernando

    Só de ler o seu texto já sinto os odores fantásticos da vossa gastronomia. Apesar de ser portuguesa também tenho muitas saudades dos sabores e cheiros da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.