Menu Fechar

“Paciência de Chinês”

Weihua Tang

Sinceramente, quando cheguei a Portugal, não me admirei assim tanto pelo tamanho do território, nem pelo espaço do aeroporto, nem pela estação rodoviária pequeníssima, nem pelo comprimento dos comboios curtíssimos, nem pela largura das ruas estreitíssimas por todo lado, nem pelos pouquíssimos passageiros no autocarro… O que me admirava imenso era uma expressão impressionante que tem a ver connosco – “paciência de chinês”.

Sendo uma chinesa de gema, fiquei inexplicavelmente encantada pela expressão metafórica, pois achei muitíssimo típica e interessante. A minha dúvida e a minha curiosidade é esta:

Por que razão a palavra “paciência” é “de chinês”, e não se atribui também às outras raças… Porquê? Será um “destino”, ou simplesmente é uma “coincidência”? Será uma característica simpática em relação aos chineses? Ou um eufemismo qualquer para com o povo chinês?

Lembrei-me de um pormenor de há 20 anos, na China, quando fui visitar um professor vizinho. Mal entrei no quarto do casal, havia um quadro pendurado, em cima da cama, que chamou a minha atenção. Estava lá escrito somente um grande caracter chinês [r?n]. Curiosa e atrevidamente perguntei o porquê de só constar esta palavra, no quadro? E, com surpresa, a resposta também era apenas uma palavra: “paciência”!

Teoricamente este caracter consta de duas partes: a de cima tem uma palavra que significa “um punhal afiado” e a parte de baixo também contém uma palavra, mas bem diferente, pois é um “coração”. Conforme as características dos caracteres chineses, quando não podemos fazer ou falar o que pensamos com o coração, chama-se “tolerância”. Aliás, literalmente, para não magoar ou prejudicar o seu “coração”, tem de ficar “calado” ou “imóvel” quando necessário! É lógico que quando um “coração” suporta um “punhal afiado”, conseguirá aguentar tudo! É verdade, é ou não é?! E, acima de tudo, quanto mais “tolerância” se tem, mais “paciência” vem! “A paciência é a arte de sofrer sem perder a compostura”, o que é, indiscutivelmente, bem dito!

Além disso, quando se refere a “tolerância de ponto” ou a “tolerância de Carnaval”, etc., como se diz em Portugal, é a mesma coisa. Na realidade, os portugueses têm razão, não é só a inteligência do povo português, mas também é a imaginação rica dos portugueses e, sobretudo, a racionalidade portuguesa. No fundo, aos olhos dos chineses, a palavra “tolerância” é positiva! É uma boa qualidade! É uma virtude!

Corajosamente, também posso imaginar o que irá acontecer, quando a “tolerância de Português” se cruzar com a “paciência de Chinês”: será um “milagre”!

Foto: pesquisa Google

01jun19

 

 

 

 

 

Partilhe:

3 Comments

  1. Anonimo

    Poderá dizer-se que quando a “tolerância do português” encontra a “paciência do chinês” é quanto o Ocidente encontra o Oriente.
    Parabéns, gostei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.