Menu Fechar

OS “ROSTOS”… de António Amen

António Amen

Os trabalhos que se seguem vieram parar à secção em que ele se revelou no mundo da reportagem fotográfica ou do fotojornalismo. Habituado a fotografias mais artísticas, foi neste jornal que ANTÓNIO AMEN conheceu um outro “alimento” a dar à objetiva.

Faz precisamente hoje, 01 de dezembro de 2019, cinco anos que este nosso camarada e amigo, e grande dinamizador e colaborador do projeto “Etc e Tal jornal”, nos deixou, fisicamente, para todo o sempre, num desenlace repentino que surpreendeu as suas largas centenas de amigos, um dos quais, quem vos escreve.

Por aqui, por este jornal, que caminha para os 10 de existência, sempre enaltecemos revelando e relevando as suas obras. Não só o livro, que ele não chegou a ver editado, “O Porto Que Foi e Ainda É!”, mas todo o seu espólio fotográfico publicado na rubrica que aqui assinava e dava pelo nome de “Reflex”.

Mas, foi a Reportagem que o encheu de curiosidade e lhe abriu as portas a um outro tipo de criatividade. Gostou! E como gostou esmerou-se, dedicou-se. Fez trabalhos dignos de registo, os quais temos vindo a publicar, não só nesta altura do ano em que se sente mais a saudade, mas ao longo deste cinco anos de ausência/presença.

Aqui, hoje, e agora vamos deixar o(a) amigo(a) leitor(a) com registos artísticos que considero de elevado nível. São Rostos, Rostos de tripeiríssima gente; a gente que ele amava, como amava “adorando” a sua cidade do Porto e a freguesia de Campanhã…

Eis então, uma, entre muitas, (mais que justa) homenagem ao ANTÓNIO AMEN…

Assina: José Gonçalves

 

R O S T O S

 

01dez19

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.