Menu Fechar

E EIS QUE DEPOIS DE TANTAS “VIDAS” OS “JARDINS DAS ÁGUAS” VOLTARAM A GANHAR MAIS UMA…

Os Jardins das Águas, ou Parque das Águas, Quinta de Nova Sintra ou ainda Jardins Românticos de Nova Sintra, onde está sediada a empresa “Águas do Porto”, à Rua do Barão de Nova Sintra (freguesia do Bonfim), ganharam nova vida no passado dia 07 de dezembro, com a primeira edição do “Jardim da Água”, iniciativa que promete animar aquele verdejante espaço, todos os segundos sábados de cada mês.

Enquadrado, como não poderia deixar de ser atendendo à época do ano, no espírito de Natal – que, em termos gerais deu extraordinária animação à cidade do Porto através de múltiplas e interessantes iniciativas -, foi realizado o primeiro sábado do “Jardim da Água”, organização da “Águas do Porto” e que atraiu muitas crianças, naturalmente acompanhadas pelos seus familiares, mas também alguns curiosos, e muitos outros para acompanharem uma visita guiada ao local, pelo professor Germano Silva.

De visita ao local, o “Etc e Tal” começou por ser recebido pela mascote das “Águas do Porto”(uma simpática “gotinha de água”), para iniciar, então, um pequeno percurso em tapete avermelhado, deparando-se de imediato com um fazedor de bolas de sabão (para gáudio dos pequenotes, e também dos mais velhos), e depois com um local onde a figura central (e para a fotografia) era o imprescindível Pai Natal.

Seguimos, então, para a denominada Rua das Fontes, onde – para surpresa geral – se encontrava um leque de barraquinhas (20) com produtos biológicos e artesanais, todos eles com selo de garantia da pequena produção.

Mas, as surpresas não ficaram por aqui, especialmente para os mais jovens, com algumas atividades que os fizeram integrar na iniciativa.

O local, que, como atrás referimos esteve fechado ao público durante alguns anos, reabrindo há acerca de dois anos, após profunda intervenção de reabilitação, é na verdade um pulmão verde na zona oriental do Porto, com vistas privilegiadas para o Rio Douro e para Vila Nova de Gaia, mais concretamente para a famosa praia do Areinho, em Oliveira do Douro, e com história, quanto mais não seja a que está relacionada com os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento do Porto, no Pavilhão da Água.

Foto: Pedro N Silva (Arquivo EeTj)

Além da beleza natural do local, com 68 mil metros quadrados (a quinta no global), de registar – e o “Etc e Tal jornal esteve lá na sua inauguração – a escultura “Self-portrait as a fountaine” de Julião Sarmento.

Todos estes são, à priori, motivos mais que suficientes para, pelo menos, ao segundo sábado de cada mês, deslocar-se a esta espaço que dista cerca de três minutos a pé da Estação de Metro do Heroísmo, e que no passado dia 07 de dezembro teve um programa – promovido pela “Águas do Porto” tão variado como, entre outras iniciativas, um ateliê de escrita – desta feita para endereçar ao Pai Natal as tradicionais cartas da época -, e a atuação, com música e bailado, do PALLCO – Performing Arts School of Conservatory.

Foto: Miguel Nogueira (Porto.)
Foto: Miguel Nogueira (Porto.)
Foto: Miguel Nogueira (Porto.)

Esta iniciativa contou com a presença do presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, que, visivelmente bem-disposto, visitou o espaço, registando-se o encontro que teve com Germano Silva quando esta guiava uma visita ao local.

Texto e fotos: JG (*)

(*) com Miguel Nogueira (Porto.)

01jan20

Partilhe:

1 Comment

  1. Anónimo

    Muito agradável. Vou aproveitar e deslocar-me lá muitas vezes, pois além do mais, tem uma linda vista panorâmica sobre o rio Douro e suas margens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.