Menu Fechar

Gripe – Aconselhamento geral sobre hábitos alimentares…

Luís Filipe Silva

Numa altura de muitas alterações climatéricas e de elevada possibilidade de propagação da gripe, aqui deixamos um conjunto de informações, sobretudo hábitos alimentares, texto útil para se poder fazer prevenção.

Nutrição: Desintoxicação – Em geral, um surto de gripe força os doentes a adotarem um programa de desintoxicação, tornando quase impossível tolerar os alimentos. Uma dieta mais leve à base de líquidos elimina as toxinas, especialmente quando combinada com alguns dos chás desintoxicantes.

Recomendado

– Fazer refeições leves que permitam que o organismo se concentre na cura e não na digestão. Durante os primeiros dois ou quatro dias, quando a pessoa se estiver a sentir pior, deve-se alimentar principalmente de líquidos — água, sopas quentes, bebidas verdes, chás e sumos — para livrar o organismo das toxinas. Se houver muita vontade de comer, deve-se ter à disposição uma variedade de frutas, sobretudo frutas cítricas e frutas vermelhas. Estas frutas são ricas em vitamina C e em bioflavonóides, que estimulam a produção das células brancas do sangue.

– Após a fase mais aguda da doença, deve-se continuar com os líquidos e as frutas, mas já se pode começar a comer saladas, hortaliças preparadas no vapor ou ligeiramente cozidas e cereais integrais. Se o estômago aguentar, as nozes são excelentes fontes de zinco, um mineral que fortalece o sistema imunitário. No entanto, se ainda estiver houver falta de apetite, a pessoa não se obrigar a comer. Continuar com a dieta líquida até sentir fome novamente.

– O puré de maçã morno ou o sumo de maçã acalmam e contêm altos níveis de vitamina C. No entanto, tem que se verificar de que o molho ou o sumo não esteja quente demais, uma vez que perderá parte de sua potência.

– Ingerir alimentos leves. As hortaliças preparadas no vapor, as sopas, os caldos e os chás de fitoterápicos permitirão que o organismo se preocupe com a cura e não com a digestão.

– Beber muita água e outros líquidos (cuidado com os líquidos açucarados), para livrar o organismo das toxinas e evitar que o trato respiratório fique completamente ressequido.

– Aumentar o consumo de gengibre, cebola e alho. Tentar acrescentar um ou os três à canja, sopas ou ao misso.

– Um preparado contendo água quente com limão, mel e canela é um medicamento tradicional para constipações. Beber uma xícara a cada duas horas para acalmar a garganta e o peito, evitar a formação de muco e estimular um suor purificador.

Evitar

– Eliminar os lacticínios e os açúcares refinados da alimentação. Estes alimentos só contribuem para a formação de muco e para dificultar a eliminação do vírus. O açúcar também tem o efeito de deprimir o sistema imunitário.

– A cafeína reduz os níveis de zinco, um mineral necessário para a cura do organismo. Evitar café, chá-preto e chocolate até a gripe passar.

 

Fotos: pesquisa Bing

01jan20

 

Partilhe:

1 Comment

  1. Anónimo

    Conselhos muito úteis neste tempo de excessos em tudo. Bem hajam.Acredito que vão trazer benefícios a todos que os queiram seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.