Menu Fechar

O AUTOCARRO É O TRANSPORTE PÚBLICO MAIS UTILIZADO NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

O modo de transporte com mais passageiros na Área Metropolitana de Lisboa é o rodoviário, com 48% do total de passageiros. Segue-se o metropolitano com 30% dos passageiros, o ferroviário pesado com 19% e o fluvial com 3%.

No entanto, revela a AML, “o modo que registou o maior aumento de passageiros desde a implementação do novo sistema tarifário foi o ferroviário pesado, com um aumento de cerca de 30% em novembro de 2019, em comparação com o período homólogo de 2018, quando no primeiro trimestre este incremento se situava perto dos 8%. Em simultâneo, no mês de novembro de 2019, por comparação com período homólogo de 2018, os passageiros no modo rodoviário aumentaram 17% e 12% no metropolitano”.

A AML realça que em novembro foram transportados cerca de 56 milhões de passageiros na Área Metropolitana de Lisboa (uma diminuição de 10,1% relativamente ao mês de outubro) e que este número foi resultado da venda de 764 095 passes, mais 36,3% que no mesmo período de 2018. Os novos passes “Navegante” representam 97% dos passes vendidos na área metropolitana de Lisboa, correspondendo 60% dessas vendas ao passe NAVEGANTE Metropolitano, seguido do “Navegante” Municipal com 17% e do +65 com 14%. Relativamente aos cartões Lisboa VIVA (suporte físico necessário para o carregamento dos passes Navegante) produzidos, em comparação com período homólogo de 2018, houve um aumento, no mês de novembro, de 43%, o que significa que continua a haver, todos os meses, novas adesões, que se traduzem em cada vez mais utilizadores frequentes do serviço público de transporte de passageiros.

Segundo a AML, “durante o ano de 2019 já foram transportados perto de 562 milhões de passageiros nos serviços de transporte público dentro da área metropolitana de Lisboa. Desde a implementação do novo sistema tarifário, entre abril e novembro de 2019, foram transportados mais sessenta e três milhões de passageiros face a igual período de 2018, o que corresponde a um aumento médio de 17,4%. Estes números confirmam a adequação da medida às necessidades e ambições das populações. Refira-se que, no primeiro trimestre de 2019, o número de passageiros transportados já apresentava um crescimento médio de 5%, em relação ao período homólogo do ano anterior”.

Texto: Pedro Pereira (Transportes em Revista) / EeTj

Foto: pesquisa Bing

01jan20

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.