Menu Fechar

Rua de Sant’Ana

Esta rubrica dá a conhecer a toponímia portuense, através de interessantes artigos publicados em “O Primeiro de Janeiro”, na década de setenta do século passado. Assina…

Cunha e Freitas (*)

“Em data que não sabemos fixar, mas anterior ao século XVIII, houve, no velho bairro da Sé, uma troca de topónimos determinada por circunstâncias que hoje inteiramente nos escapam.

Assim, a Rua de Sant’Ana era a primitiva Rua das Aldas; a actual era a antiga de Penaventosa; a que hoje tem esse nome chamava-se Rua ou Viela de Palhais. Tudo isto está muito bem estudado e provado nos magníficos estudos do Dr. Magalhães Bastos, e não vale a pena insistir nessa matéria.

Dizem os antigos fabulistas da história da cidade, que esta Rua de Sant’Ana, aliás das Aldas, era a mais antiga do Porto e devia o seu nome à condessa Santa Aldara, ou Liduara, mulher do conde D. Guterre Mendes e mãe de S. Rosendo.

O Tombo do Cabido, de 1566, localiza-a perfeitamente: «começa ao pé da escada de Sant’Ana para cima até ao Colégio dos Padres da Companhia». Para baixo do Arco de Sant’Ana, até à Bainharia, chamava-se – esclarece outro documento do Cabido, de 1433 – Pé das Aldas. Outro ainda, de 1453, fala-nos na «escada das Aldas, acima da Cruz de S. Domingos».

Alda é nome de mulher, mas era também, ensinam-nos os dicionaristas, uma antiga medida de panos.

Onde a origem do nome da rua? Em Santa Aldara é que não, certamente.”

 

(*) Artigo publicado em “O Primeiro de Janeiro”, na rubrica “Toponímia Portuense”.

Na próxima edição de “RUAS” DO PORTO destaque para a RUA DE SANTO ANDRÉ

 

Foto: pesquisa Bing

01dez19

 

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.