Menu Fechar

“VOLTA A PARANHOS” CONTOU COM MAIS DE DOIS MIL ATLETAS PARA CELEBRAREM OS 108 ANOS DO SPORT COMÉRCIO E SALGUEIROS

O Sport Comércio e Salgueiros celebrou ontem o seu 108.º aniversário e, cumprindo a tradição, levou para as ruas mais uma edição da Volta a Paranhos, a mais antiga corrida de 10 km do país. Fábio Oliveira no setor masculino e a atleta da casa Marisa Barros, no setor feminino, foram os vencedores.

Como manda a tradição, o Sport Comércio e Salgueiros organizou na manhã de 8 de dezembro, mais uma edição da Volta a Paranhos, a mais antiga das provas de estrada em Portugal na distância de 10 km.

A vereadora da Câmara do Porto com os pelouros da Juventude e Desporto, Catarina Araújo, deu o tiro de partida para a 62.ª edição da prova que, apesar da chuva, juntou cerca de dois mil participantes, distribuídos pela corrida principal e pela habitual caminhada de 4 km, esta sem fins competitivos.

Com partida e chegada na Rua de Alfredo Allen e o mesmo percurso do ano passado, a prova consagrou desta vez Fábio Oliveira no setor masculino. O atleta, que representa o Clube Desportivo São João da Serra, cortou a meta ao completar os 10 km do trajeto em 30m20,9s.

Rui Muga, do Clube Académico de Mogadouro, foi segundo classificado com o tempo de 30m49,6s, enquanto Rúben Sousa, do Sport Clube de Portugal, fechou o pódio também com um registo abaixo dos 31 minutos (30m50,6s).

No setor feminino, a vitória foi alcançada pela atleta da casa Marisa Barros, que assim repetiu os triunfos de 2011 e 2016. A representante do Sport Comércio e Salgueiros cortou a meta aos 34m39,1s, deixando a concorrência direta a mais de 14 segundos.

Sara Pinho, atleta do Clube Desportivo São João da Serra, foi segunda classificada, completando a prova em 34m53,5s. Jéssica Pontes, em representação do Sporting Clube de Braga, foi terceira classificada em 34m55,76s.

Texto: Porto. / EeTj

Fotos: João Queirós (Porto.)

01jan20

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.