Menu Fechar

(Recordando)“CASAL REAL” RECEBIDO COM MUITA SÁTIRA SOBRE A “CIDADE EM CONSTRUÇÃO”

Com os principais desfiles do Carnaval de Ovar cada vez mais, assumidamente abrasileirados, deixando definitivamente para trás as suas origens, que o caraterizaram durante décadas e várias gerações de foliões. Para quem guarda na memória a importância da sátira politica carnavalesca, só mesmo o cortejo da chegada do Rei do Carnaval de Ovar, vem dando um cheirinho de Carnaval mais popular, com o Casal Real a ser recebido com muita sátira sobre a “cidade em construção”, um dos títulos das piadas coletivas que desfilaram e brincaram com vários adereços alusivos a obras de construção.

Este ano (8 fevereiro), os protagonistas do mandato Real para que foram “nomeados” (convidados), o Rei Momo, El Rei Ti Américo “O Guardião” e Sua Alteza Rainha D. Esmeralda “A Associativa”, foram Américo Pinho Oliveira, um folião dos anos 50, do tempo do Carnaval “sujo”, e a ex-autarca e dirigente associativa Esmeralda Souto. Reis que ao contrário da tradição, não acompanharam a sátira dos foliões, no discurso que Ti Américo deixou para D. Esmeralda, assumindo a Rainha tal honraria, desejando a todos os foliões que, “aproveitem ao máximo a festa durante o meu reinado”, realçando que, “este reino conta com a participação de cerca de 2000 figurantes”, a quem agradeceu toda “a criatividade, a diversão, a originalidade, a expressão, o ritmo e a alegria”. Por fim, acrescentou ainda, que, “há 54 anos que vivo no reino de Ovar e rapidamente fui contagiada pela vitamina da alegria, do Carnaval vareiro”.

Não fosse a irreverência carnavalesca que animou o desfile, ao som dos ritmos do samba das delegações das quatro escolas de samba do Carnaval de Ovar ou dos grupos de Passerelle, tudo seria estranhamente perfeito neste “reinado”, sem a sempre esperada ironia sarcástica no discurso do Rei, que sustentaria, perante o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiros e vereadores, a sátira sobre politica ao nível local, nomeadamente o critico cenário da cidade de Ovar, resultante das várias fases de obras de regeneração urbana, que decorrem, e que reuniu alargado consenso entre os grupos de piadas coletivas, não faltando a participação de Tino de Rãs para dar voz ao “descontentamento” dos “buracos” e das “pedras mal calcetadas”, como o exemplo da Avenida do Bom Reitor.

Os comentadores de bancada

Que usam conversas vãs

Vão ser metidos na ordem

Porque a avaliar a obra

Cá está o “Tino de Rãs

(Vampiros, piada coletiva, “Que Desa”Tino”…”)

A participação dos vários grupos carnavalescos com piadas coletivas, protagonizou, perante uma significativa multidão que encheu as ruas da cidade de Ovar por onde passou o cortejo da Chegada do Rei do Carnaval de Ovar, uma espécie de oposição carnavalesca com sátiras acutilantes.

Estes buracos são bons

Estão prontos a utilizar

É só colocar a semente

E uma hortaliça plantar!”

“De buraco em buraco

As Carrucas vão passar

São as obras que nós temos

No concelho de Ovar.”

(Carrucas)

Em vários pontos da cidade

É buracos e escuridão

Ponha-se a culpa no Corona

E nessa malvada infecção!

(Zuzucas)

O dinheiro desaparece

A obra começa e “acaba”

No final todos concluímos

Que fica pior do que estava

(Marroquinos)

Os buracos vão ser tapados

O Cinema vai renascer…

E se ainda houver “uns trocados”

Talvez o estádio possa nascer!!

(Pindéricos)

Não faltaram sátiras ao “controlo de entrada” na “Noite Mágica”, pelos Pinguins, através de “Pirocavírus”.

Destacou-se ainda, e o júri atribuiu o 1.º lugar na classificação das piadas coletivas, os Xaxas nos seus 50 anos de Carnaval, com, A confraria do “Pito”.

Axu-Mal “Partido dos Animais Nacionais e Estrangeiros – PANE”

Como acontece nas últimas décadas, o grupo carnavalesco Axu-Mal, com uma intervenção típica no Carnaval de Ovar, assume a abertura do cortejo da Chegada do Rei com as suas autênticas representações de teatro de rua.

Este ano o tema apresentado pelo Axu-Mal, foi, “Partido dos Animais Nacionais e Estrangeiros – PANE”, com propostas e ideias para melhorar a vida dos animais de companhia, como criar um “serviço nacional de saúde para os bichos (…)”

Classificações Piadas Coletivas

1.º LugarXaxas

2.º Lugar – Pindéricus

3.º Lugar – Zuzucas

4.º Lugar (ex aequo) – Vampiros

4.º Lugar (ex aequo) – Marroquinos

6.º Lugar – Pinguins

7.º Lugar – Pierrots

8.º Lugar – Condores

9.º Lugar – Marados

10.º Lugar – Hippies

11.º Lugar – Catitas

12.º Lugar – Garimpeiros

13.º Lugar – Carrucas

 

Texto e fotos: José Lopes

 

01mar20

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.