Menu Fechar

“THE GUARDIAN” DESTACA O BONFIM COMO UM DOS “QUARTEIRÕES MAIS AGRADÁVEIS DA EUROPA”! ELEIÇÃO CAUSOU SURPRESA, MAS NINGUÉM FICOU DE BOCA ABERTA…

O Bonfim, no Porto, foi eleito, pelo jornal britânico “The Guardian” como um dos “quarteirões urbanos mais agradáveis da Europa”, referência que foi publicada na edição do passado dia 08 de fevereiro.

Entre outros factos, destaca-se a proximidade ao centro da cidade, a boa rede de transportes públicos, assim como a muita oferta em termos comerciais (tradicional e alternativo), a gastronomia, os espaços verdes, e, ainda com maior relevo, o preço relativamente reduzido dos alojamentos, motivo pelo qual a zona – que também é freguesia e é tratada no jornal britânico como “quarteirão” – tem atraído jovens estudantes universitários e “gente criativa”.

A visita extravasa os limites daquela que é uma das sete freguesias da cidade Invicta, ainda que os pontos de referência sejam realmente alargados a um quarteirão com epicentro no Bonfim, mas que acaba por abarcar locais sediados em Campanhã e na União de Freguesias do Centro Histórico. A verdade, contudo, é que é no Bonfim que se centra a maior parte das referências, com destaque para locais onde impera a boa gastronomia, o bom ambiente, o comércio tradicional e por aí fora…

Jardim de S. Lázaro (Foto: Luís Navarro)
Rua do Bonfim (Foto: Pedro N. Silva)
Bairro Social de Fernão de Magalhães (Foto: Pedro N. Silva)
Campo 24 de Agosto
Largo de Soares dos Reis (jg)
Rua de Ferreira Cardoso (jg)
Jardim do Campo 24 de Agosto e Avenida de Fernão de Magalhães (jg)

O jornalista Oliver Balch, que assina a peça, escreve:

Com os alugueis no centro da cidade disparados, este enclave outrora burguês está rapidamente a agradar a uma multidão jovem e criativa. Fica a apenas 20 minutos, a pé, do centro da cidade e é útil para as principais rotas de saída: o principal terminal de autocarros e estação de comboios do Porto fica na porta e há uma linha de metrô para o aeroporto.

Não há shoppings no Bonfim, mas muitas lojas independentes legais, principalmente na Rua de Santo Ildefonso. Tenha, aí, em atenção a livraria “Inc.” (n.º 25), um posto avançado recente da loja “Patch Lifestyle” (n.º 95) e no empório íntimo de queijos e conservas que é “Queijaria Amaral” (n.º 190).

foto: belas-artes – falta

Estar em casa na faculdade de artes da universidade do Porto significa que Bonfim sempre teve uma cena artística ativa. Para a arte contemporânea, as galerias “Senhora Presidenta” (Rua de Joaquim António de Aguiar, 65) e “Lehmann + Silva” (Rua do Duque da Terceira, 179) nunca dececionam. Para os fãs de fotografia documental, o recém-lançado “Salut au Monde!” (Rua de Santos Pousada, 620) é imperdível.

Jardim das Águas (Foto: Pedro N. Silva)

Para vistas soberbas sobre o Douro, passeie pelo Parque de Nova Sintra (Rua do Barão de Nova Sintra). Uma vez privado, este pequeno parque arborizado pertence à autoridade da água e possui uma maravilhosa coleção de fontes antigas.

Comer e beber

Uma das alegrias da relativa reclusão de Bonfim do boom turístico do Porto é a infinidade de lugares da velha escola para comer. Para um jantar clássico no quarteirão, experimente o Madureira (Rodrigues de Freitas 1) para camarão tigre grelhado ou uma francesinha (sanduíche de carne na porta). O favorito local Casa Aleixo (Estação 216) faz um polvo médio com arroz. Sanduíches de carne de porco na Casa Guedes (Praça dos Poveiros 130) são outro item básico da região.

Paralelamente, há uma série de novos restaurantes excecionais. No topo da lista está Pedro Limão, no lado oeste do Bonfim, administrado por um arquiteto que se tornou chef de cozinha e serve refeições requintadas a preços justos (10 cursos de 49 euros); recentemente adicionou estúdios no andar de cima. Se a sua bolsa é isenta de carne, volte para o centro, “Árvore do Mundo” (Rua do Duque de Loulé, 228) e Manna (R. da Conceição 60) servem esplêndida comida vegana / vegetariana (o Manna também faz aulas de ioga).

Quanto aos cafés e bares, há um em quase todas as esquinas. Os pontos de encontro de quadril incluem o café especializado Combi (Morgado de Mateus 29) e o bar de café-almoço-almoço Bird of Passage (Duque de Loulé 185). Para ótimos coquetéis (e pizzas), vá para o TerraPlana (Av. Rodrigues de Freitas 287).

Onde ficar

“Moradia” na Rua de Ferreira Cardoso

O charme de Bonfim deve muito às suas elegantes residências do início do século XX. Nenhum é mais elegante que o “myhomeinporto” (a partir de 200 € por 2 noites), uma pousada boutique administrada pelo ex-designer de interiores Juan de Mayoralgo. Igualmente elegante é a pousada “Cocorico”, com 10 quartos e inspiração francesa (dobra a partir de apenas € 90)”.

Além do Bonfim, o jornalista elegeu mais outros nove quarteirões eirpeus dignos de serem visitados: Järntorget and Långgatorna, em Gotemburgo (Suécia), o quarteirão universitário de Bruxelas (Bélgica), El Cabanyal, em Valencia (Espanha), Neukölln, em Berlim (Alemanha), Powi?le, em Varsóvia (Polónia), Holešovice, em Praga (República Checa), Ostiense, em Roma (Itália), Dor?ol, em Belgrado (Sérbia) e o Quartier de la Réunion, em Paris (França).

JOSÉ MANUEL CARVALHO: “FOI UM RECONHECIMENTO COM FACTOS VERDADEIROS E QUE SÓ PODIA VIR LÁ DE FORA…

O presidente da Junta de Freguesia do Bonfim, José Manuel Carvalho, reagiu com satisfação, mas, ao mesmo tempo, com certa naturalidade à reportagem de Oliver Balch, e a todos os positivos considerandos nela publicados.

“Foi com grande satisfação que li essa reportagem. Foi, no fundo, um reconhecimento, e um reconhecimento com factos verdadeiros. O Bonfim está a progredir, não só em termos turísticos mas também no número crescente de pessoas que cá escolhem residir.

O reconhecimento teve vir lá de fora, pois, cá dentro, e mesmo no seio das pessoas que fazem parte da região, não estou a ver o Bonfim elencado como uma das freguesias mais atraentes da cidade e da Europa. Ainda bem que o elogio veio de fora, embora não simpatize lá muito com os britânicos, depois do que aconteceu com o Brexit”

“Mas”, e ainda de acordo com o autarca, “a verdade é que a freguesia do Bonfim está na rota do crescimento, e, entre outros factos, posso relevar que é a única na cidade do Porto que tem um verdeiro Intermodal de transportes, neste caso de camionagem, que liga o Porto a todo o país e a diversas cidades da Europa, e que se encontra no Campo 24 de Agosto. Mas, no geral, é fantástico viver no Bonfim! Tem do bom e do mau, mas em termos médios é o melhor sítio para viver”.

Colocando de parte, ou não relevando muito esse facto, que o “Etc e Tal jornal” encontra-se, desde a sua criação e até hoje, sediado na freguesia do Bonfim, é notória a satisfação –a inda que alguns sejam os problemas a apontar e a ter em atenção – das pessoas em viver no Bonfim, principalmente, e como deu destaque o trabalho de ….., a centralidade de importantes serviços, que originam uma importante comodidade para quem nesta freguesia vive, ou trabalha.

 

Texto: JG

Fotos: Arquivo EeTj

01mar20

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.