Menu Fechar

OVAR – “BAIRRO DO CASAL” COM OBRAS DE REABILITAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS APÓS DÉCADAS DE ABANDONO

O cenário de degradação habitacional e área envolvente do Bairro do Casal com duas dúzias de fogos, já há várias décadas se vinha acentuando e realçando negativamente, numa zona da cidade em que se destacam elementos do património cultural, arquitetónico e ambiental, em que se inclui a paisagem rural, o rio Cáster, a Fonte Júlio Diniz ou a Escola de Artes e Ofícios. Elementos que em articulação, criaram novas acessibilidades pedonais, que contribuíram para atenuar um certo isolamento do bairro construídos há cerca de oito décadas, para alojar famílias muito carenciadas na época.

José Lopes

(texto e fotos)

Ainda que a degradação dos fogos, no caso das famílias de menores recursos, continue a ser bem visível, por ausência de intervenção na recuperação e preservação do edificado, que contrasta com os que vão beneficiando de obras assumidas pelos moradores, que em alguns casos, assumem a compra da sua própria casa à Santa Casa da Misericórdia de Ovar no âmbito da gestão de património imobiliário desta IPSS. A empreitada em curso, adjudicada por simbólicos 30 mil euros, pela Câmara Municipal de Ovar, centra-se só na reabilitação dos espaços públicos do Bairro do Casal, que durante décadas foram em terra batida com todas as suas influências na qualidade de vida dos residentes.

Ultrapassados os obstáculos que o Município de Ovar sempre justificou, para adiar estas obras de reabilitação no Bairro do Casal, como era a questão do domínio público, das áreas adjacentes e de acessos aos grupos de casas, que também eram propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Ovar, até á sua própria decisão de transferir tais espaços públicos para a competência da Câmara Municipal de Ovar em 2019, o que permitiu finalmente o arranque da obra com 120 dias para ser concluída.

Felizmente, bem longe das realidades sociais de profunda pobreza e de assistencialismo, que deram origem à criação da “Casa dos Pobres”, para distribuição de sopa e outros bens pelos mais necessitados, através de uma Comissão de Beneméritos da então Vila de Ovar, que vieram a construir este bairro social, e que após o 25 de Abril, numa assembleia geral extraordinária, da então Associação de Assistência da “Casa dos Pobres”, realizada em 24 de dezembro de 1974, como proprietária do Bairro do Casal, deliberou entregar tal património à Santa Casa da Misericórdia de Ovar.

Santa Casa que se vem entretanto a libertar e que no caso das áreas públicas, acabou por facilitar a intervenção camarária para que os espaços envolventes beneficiem de melhores condições de acessibilidades e qualidade de vida através de um projeto de execução que visa beneficiar caminhos interiores do Bairro através de aplicação de cubos de granito azul, criando pendentes bem definidas para o exterior do perfil transversal, por forma a garantir o escoamento de águas pluviais (superficial) e serão criadas zonas de canteiro, delimitadas por lancil de granito, organizando-se, assim, os espaços do referido Bairro.

 

01abr20

 

 

 

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.