Menu Fechar

MANOEL DE OLIVEIRA: Morreu o MESTRE!

O cineasta Manoel de Oliveira morreu na manhã de hoje (02abr15), vítima de paragem cardíaca, no “seu” Porto de sempre, aos 106 anos de idade. Nascido a 11 de dezembro de 1908, na freguesia de Cedofeita da Invicta Cidade, Manoel de Oliveira, até ao fim, insistiu que só criava filmes pelo gozo de os fazer. O último, “O Velho do Restelo” foi esteado em dezembro último, por ocasião do seu aniversário.

Saiba que Manoel de Oliveira – que nasceu no seio de uma família da alta burguesia portuense -, começou por ser desportista. O seu intere4sse pela sétima arte começou, relativamente tarde, mesmo assim, realizou mais de 60 obras, entre filmes, documentário e curtas-metragens.

Aos vinte anos foi para a Escola de Autores, fundada, no Porto, por Rino Lupo. “Douro Faina Fluvial” (1931) é seu primeiro filme, estreado, por sinal, em Lisboa, o qual suscitou a admiração da crítica estrangeira e o desagrado da nacional. Em 1942, aventura-se na ficção (isto depois de ter realizado diversos documentários) com a adaptação ao cinema do conto “Os Meninos Milionários”, de João Rodrigues de Freitas, e filma “Aniki-Bobó” (ver filme em “Cine-Etc”, neste jornal e escolhido ainda antes da sua morte), retrato de infância no ambiente cru e pobre da Ribeira do Porto.

Considerado, mundialmente, um “homem inovador, à frente do seu tempo e dono de um estilo próprio”, Oliveira acumulou, ao longo da sua vida, prémios e louvores (nacionais e internacionais), tornando-se presença, assídua, entre outros, nos festivais de cinema de Cannes, Berlim e Veneza.

“Galardões”

A vasta obra cinematográfica pode ser consultada na wikipedia, quanto a galardões saiba quais os mais significativos atribuídos a este homem do mundo:

Comendador da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (9 de Junho de 1980)

Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (29 de Dezembro de 1988)

É professor honorário da Academia de Cinema de Skopje

Prémio Europa David Mourão-Ferreira 2006 (categoria Mito), entregue pelo Centro Studi Lusofoni – Cátedra David Mourão Ferreira da Universidade de Bari e do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua

Prémio de Cultura Padre Manuel Antunes 2007, Palavra de D. Manuel Clemente durante o acto de entrega do Prémio a Manoel de Oliveira

Recebeu em 2008 o Prémio Mundial do Humanismo

Em 2008 Manoel de Oliveira recebeu o Doutoramento honoris causa pela Universidade do Algarve

Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (13 de Dezembro de 2008)14

Em 2009 recebeu nos XIV Globos de Ouro, transmitido na SIC no dia 18 de Maio de 2009, um prémio de prestígio e de homenagem pelo trabalho que realizou, tendo já 100 anos de idade e sendo dos realizadores mais velhos do mundo.

Em 2010 recebeu o Prémio da Igreja Católica «pelo seu “falar de Deus”»

Em 2011 recebeu o doutoramento honoris causa pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.16

Em 2013, recebeu a Medalha de Conhecimento e Mérito do Instituto Politécnico de Lisboa.17

Lista de prémios no estrangeiro (em francês), Ciné-Ressources, BIFI, Cinemateca Francesa

Em 2014, recebeu do presidente François Hollande, o título de Grande Oficial da Legião de Honra, comenda distinguida pelo governo da França à personalidades influentes no cenário global ligadas ao país .

Texto: EeT

Fontes: Wikipedia e Lusa

 

02abr15

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.