Menu Fechar

“Desnudo-me em Palavras”: eis o primeiro filho (poético-literário) de Carla Ribeiro

Tarde de 13 de novembro de 2017. Auditório da Biblioteca Almeida Garrett, aos jardins do Palácio de Cristal, Porto. Sala composta. No palco uma mesa, três presenças. Uma, a principal: Carla Ribeiro, poetisa, subdiretora e colunista do “Etc e tal Jornal”, radialista… mulher solidária, lança o seu primeiro livro, ou, segundo filho, se assim preferirem. “Desnudo-me em Palavras”.

livro-carla-ribeiro-01-nov16

livro-carla-ribeiro-02-nov16

Antevêem-se momentos de fortes e transparentes emoções. Certinho. Não houve disfarces. Ficou tudo ao léu. “Desnudado”.

À capela, canta Clara Peres. “Mãe Preta”.

Vítor da Rocha, representante da portuense “Mosaico das Palavras”, que chancela o livro, abre o encontro, dando a conhecer a mulher natural da tripeira freguesia de Paranhos; do “Corações Amigos” – movimento de apoio a sem-abrigo -, a colunista de “Relatos”, neste jornal (onde também exerce o cargo de subdiretora) e a radialista e funcionária da PT: Carla Ribeiro.

livro-carla-ribeiro-03-nov16

livro-carla-ribeiro-04-nov16

Estava apresentada a autora do “Desnudo-me em Palavras”, se bem que, o livro em si, fosse “desmanchado”, da última folha à raiz de árvore de seiva quente, por Ivo Ribeiro, o filho (biológico e irmão do literário) de Carla (também ele colaborador do nosso jornal). Tudo em família. “Este é um livro sem palavras vigárias e hipocrisias”, disse.

E ao palco subiram para ler alguns dos poemas que, quem, agora, nos lê, vai ter o prazer de os ler, ou reler: António Luiz, Dionísio Dinis, José Sepulveda, Carlos Lacerda e José Sá.

José Alberto Sá, apresenta a obra. Antes porém, os primeiros acordes da tarde, através da viola e da voz de Paulo Resende, que começa com “Porto Sentido”, de Carlos Tê.

“A Carla merece esta luz”. A Carla “lutadora que produz poesia; que mexe corações”. A Carla que, ainda segundo José Alberto Sá, “não vê o mundo como a maioria das pessoas”.

“Ela”, a poetisa, “capta o erotismo”, que transmite “uma poesia viva com o abraço de todos os que ama”.

livro-carla-ribeiro-05-nov16

livro-carla-ribeiro-06-nov-16

E Carla Ribeiro encerrou a cerimónia de apresentação do “Desnudo-me em Palavras”, com poucas palavras. Agradeceu, aos seus pais e ao filho o estarem sempre presentes “neste caminhar”, assim como aos amigos que, com ela, partilham o seu dia-a-dia. Palmas (muitas palmas) que deixou a autora… emocionada.

Texto: José Gonçalves

Fotos: Pedro N. Silva

01dez16

Partilhe:

1 Comment

  1. Carla Ribeiro

    Grata ao Jornal, por esta excelente reportagem, que ficará intemporal, como um legado que fica desde dia que para mim será inesquecível.
    Obrigada
    Beijinhos
    Carla Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.