Menu Fechar

Festivais das oportunidades

Mário Rocha

Falta pouco para iniciar-se a época dos espetáculos musicais do nosso país e, deste modo, há um grande interesse por parte dos festivaleiros, dos organizadores e, também, dos investidores nestes grandes eventos nacionais.

Selecionando somente dois lados de uma análise completa, do ponto de vista do investidor, os festivais de música são uma forma bastante eficaz de dar a conhecer a sua marca e de potenciar o seu negócio. O país está a crescer, está a ter outra extensão internacional e, desta maneira, a identidade dos próprios portugueses eleva-se.

festivais musica - 00

Estamos mais orgulhosos.

Importamo-nos mais com a nossa cultura e, consequentemente, tal como outra arte, com a nossa música. Os portugueses respiram-na. Pelo menos, muito mais que no passado – por exemplo 10 anos. Nós vamos cada vez mais a festivais. Deste jeito, não há melhor forma de divulgar, perpetuar, implementar uma marca que a fazer com gente a ver, ouvir e a falar.

Ao mesmo tempo, com o 25 de Abril e posteriormente com a viragem de século, os turistas não vão simplesmente para as nossas praias disfrutar da nossa areia e do “nosso” sol.

O interesse pelo nosso país já é tão grande que se percebe a opção e fascínio de sair dos grandes polos de atração e conhecer outros elementos da nossa cultura, outros sítios que não sejam conhecidos lá fora. Isto posto, nos festivais, enquanto igualmente grandes focos de interesse, registam-se um bom e elevado número de entradas de estrangeiros que vêm não só para conhecer o nosso país mas, também, em bom da verdade, para fugir aos elevados custos dos festivais no resto da europa. Mais uma vez, as marcas não estarão indiferentes a isto.

Percebemos que progressivamente, desde há algum tempo, que as grandes marcas precisam dos festivais de música porque têm muitas pessoas a frequentar e falar sobre isso. Especialmente nas redes sociais onde a proliferação de opiniões e ideias “viaja à velocidade da luz”. O objetivo é precisamente esse. Difundir eficaz e eficientemente a marca. De qualquer forma, este desejo por estes eventos não é só das grandes marcas mas, numa outra perspetiva, dos sítios que as acolhem.

festivais musica - 01

Vendo por esse ponto de vista, é fundamental para o desenvolvimento local/regional que estes acontecimentos cultural/mediáticos ocorram cada vez mais e que, melhor ainda, se espalhem por todo o país com especial atenção para o interior e sul do território nacional que, a meu ver, são as regiões/zonas menos desenvolvidas quer do ponto de vista de investimento quer do ponto de vista de população residente.

festivais musica - 02

Estes eventos são, indubitavelmente, formas competentes para projetarem a cultura própria de uma região porque, mais uma vez, através da música chegam pessoas. Não existe esforço em atrai-las e, portanto, é necessário saber aproveitar a oportunidade para as convencer que estão num lugar onde valeu a pena visitar e, quem sabe, regressar. Imagine-se as vantagens para uma localidade ou região que estes espetáculos propiciam. Mais gente a consumir, a dormir, a conhecer, a falar, a interagir.

Outras análises virão até lá ficam estes exemplos de festivais musicais que servem de alavanca ao desenvolvimento regional.

Fotos: Pesquisa Google

01jun17

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.