Menu Fechar

Condicionalismos

A presente edição do “Etc e Tal jornal” sofreu condicionalismos de diversa ordem, devido a uma doença súbita do seu diretor, felizmente já debelada. Como este se trata de um jornal formado por voluntários – ou seja, colaboradores que dão o melhor de si pelo desenvolvimento deste projeto, ainda que dentro de certos afazeres pessoais e profissionais – tudo fica um pouco centralizado na pessoa do seu diretor, pelo que, um contratempo, seja ele de que tipo for , condiciona sobremaneira todo o trabalho a realizar.

Falhámos, assim, a nossa presença em algumas conferências de imprensa e iniciativas, ainda que esses registos fossem salvaguardados pelo exemplar trabalho que o “Porto.”, como órgão oficial de comunicação social da Câmara Municipal, tem vindo a desenvolver.

Mesmo com os condicionalismos anteriormente referidos, o “Etc e Tal” não deixou de organizar a sua habitual excursão, nem de estar em grandes acontecimentos, como foi o caso da apresentação de seis novos autocarros elétricos dos TUB… em Braga, região para a qual o nosso jornal começa agora a estar também direcionado.

A promoção correta – em termos de direitos de autor – de uma fotografia da autoria do nosso colaborador e repórter fotográfico Pedro N. Silva, publicada neste jornal, foi uma demonstração que somos tratados com seriedade, e, neste caso, por parte dos responsáveis dos TUB. A postura desta empresa municipal de Braga fica registada pela melhor das razões.

Mas, atenção, e ao contrário do que por aí – nas redes sociais – andaram a escrevinhar, a foto de destaque dada em folheto dos TUB da autoria do Pedro N. Silva foi publicada neste jornal – ele e a foto são do Etc e Tal -, e não em outro órgão de informação. Certos “abutres” – também os temos, com agrado e estimação -tentam sempre criar desestabilização quando pensam que, com alguém abaixo das suas capacidades – devido a doença –, podem fazer “das suas”. Tristes frustrados e frustradas!

Ainda em termos de condicionalismos há ainda a registar – e porque nada escondemos aos nossos leitores – a “saída” da nossa equipa do colaborador Pedro Abreu, que partiu para o estrangeiro para a realização de um mestrado. Para ele toda a sorte do mundo!

E vamos caminhando, dando um passo de cada vez, e isto quando só faltam três mezinhos para comemorarmos nove anos de existência. É obra! A informação independente, séria, rigorosa e factual vai fazer nove anos de vida ativa!? Quem diria…

E mesmo tendo em conta os condicionalismos anteriormente referidos, esta edição é uma das que maior número de trabalhos publicados regista na história do jornal.

01out18

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.