Menu Fechar

Matosinhos – Trabalhos arqueológicos no “Castro de Guifões” decorrerão até 22 de maio dando continuidade à investigação científica realizada desde 2016

Começou no passado dia 26 de abril, a quinta campanha de trabalhos arqueológicos no sítio do Castro do Monte Castêlo, também conhecido como “Castro de Guifões”, um trabalho com a duração de um mês, que tem vindo a ser realizado anualmente desde 2016, à exceção do ano de 2020 devido à situação pandémica.

O lugar do Castro do Monte Castêlo é um ponto fulcral para a história de Matosinhos e da região da Área Metropolitana do Porto, sendo aqui que se localizam as raízes enterradas da primeira povoação de Matosinhos, tendo sido habitada desde antes do século V antes de Cristo até ao século V da Era cristã.
Os trabalhos arqueológicos de campo integram-se num Projeto de Investigação em Arqueologia, para a investigação, valorização e divulgação do sítio arqueológico do Castro do Monte Castêlo, um projeto que associa a componente de investigação científica ao processo dinâmico de ensino e aprendizagem prática das técnicas de escavação arqueológica, fazendo deste local uma estação escola para os estudantes da Licenciatura em Arqueologia da FLUP (Faculdade de Letras da Universidade do Porto).

A campanha decorrerá até 22 de maio, dando continuidade à investigação realizada neste local e tem como objetivo aprofundar a área onde começaram a surgir diversas estruturas antigas, até chegar aos níveis mais antigos de ocupação desta zona.

Na área em estudo já se identificaram diversos muros, que corresponderiam à existência naquele local de duas casas do tempo do Império Romano e outros que parecem ter pertencido a construções mais antigas aqui existentes. Foram recolhidas para estudo posterior numerosos fragmentos de cerâmicas, assim como amostras de sementes, que deram indicações preciosas para a reconstituição dos diversos aspetos da vivência quotidiana das populações que habitaram este local há cerca de 2000 anos.

 

Texto e fotos: CMMatosinhos / Etc e Tal jornal

 

01mai21

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.