Menu Fechar

Arrancou, em Valongo, a construção da “Casa da Democracia Local”

A construção Casa da Democracia Local arrancou oficialmente no passado dia 05 de agosto, com a assinatura do auto de consignação da empreitada, que foi adjudicada à empresa Tecnifeira – Engenharia e Construção, S A, pelo valor de 10.614.922,95€. O prazo de execução é de dois anos. O avanço das obras no terreno aguardava apenas o visto Tribunal de Contas.

O novo edifício que vai nascer nos terrenos entre a Avenida Emídio Navarro e a Rua Visconde Oliveira do Paço vai albergar os Paços do Concelho de Valongo, que estão provisoriamente instalados há mais de 33 anos no rés-do-chão de um prédio de habitação, bem como os restantes serviços municipais dispersos pelo concelho.

Além dos espaços para funções político-administrativas, a Casa da Democracia Local surge como um novo espaço para a comunidade, espaço de visitação, de encontro e debate, em que se pretende privilegiar a interação dos munícipes.

Da autoria do arquiteto Miguel Ibraim da Rocha, o projeto que remete para a figura da trilobite (marca geológica mais antiga do território de Valongo) permitirá acolher uma humanização do novo edifício e da Praça, como espaço de apropriação e utilização pública, reconhecendo aqui desde o primeiro momento o potencial dos elementos patrimoniais a criar de valor estratégico para a afirmação da cultura, quer regional quer nacional, assumindo o desafio da valorização dos elementos do património cultural imaterial do concelho.

AUTORIZADA A ABERTURA DE MAIS CINCO SALAS DE JARDIM DE INFÂNCIA

O Município de Valongo e a DGEstE autorizaram a abertura de mais cinco salas de Jardim de Infância, na rede pública do Concelho de Valongo, para o próximo ano letivo de 2021/2022, a pedido dos Agrupamentos de Escolas e da Representante da Educação Pré-Escolar no Conselho Municipal de Educação. Desta forma, no próximo ano letivo, serão admitidas mais 125 crianças acabando com a lista de espera, designadamente de crianças de três anos e inscrições condicionais.

As novas salas serão abertas na Escola da Boavista, em Valongo, na Escola da Retorta, em Campo, na Escola da Codiceira, em Alfena, na Escola da Costa e na Escola de Montes da Costa, ambas em Ermesinde. Em Sobrado não há crianças em lista de espera. Desta forma é encontrada uma resposta educativa para todas as crianças do concelho.

O executivo municipal entende “ser de extrema importância, principalmente nesta crise pandémica e social em que nos encontramos, dar uma resposta a todas as famílias que procuram inscrever os seus filhos nos Jardins de Infância da rede pública do Concelho de Valongo.

A Educação Pré-Escolar é a primeira etapa da educação básica, fundamental na aquisição dos pré-requisitos para a escolaridade obrigatória. Assim, assume-se que as crianças devem frequentar três anos de Jardim de Infância para que, numa ação preventiva, possam ter sucesso na etapa educativa seguinte”.

 

Texto: Lúcia Pereira (CM Valongo) / Etc e Tal jornal

Fotos: pesquisa Web

 

01set21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.