Menu Fechar

Caril de Frango com Arroz Bismati… inolvidável!

Hoje vamos fazer um delicioso Frango de Caril que quem comer não mais vai esquecer…

A origem do Caril ao certo ninguém conhece.

A palavra caril aparece referenciada em escritos portugueses desde meados do século XVI. Em 1563, o português Garcia da Orta que foi Botânico, Medico e Físico do Rei referiu na obra “Colóquio dos simples e drogas e coisa medicinais da Índia” publicada em Goa, na qual toda dedicada ao estudo  das plantas, frutas e drogas orientais, como o ópio, e os seus  efeitos, nomeia o caril.

Caril, arbusto conhecido por Kari, as suas folhas são utilizadas para temperar guisados muito utilizado em regiões do norte da Índia e noutros países próximos.

Há quem defenda que se trata da evolução do tâmil que significa “molho”, pois o chamado caril também se usa em líquido.

O caril em pó que nós conhecemos, de cor amarelo-torrado e de aroma intenso, logo caracterizado como ingrediente da culinária Indiana, resulta de uma mistura de várias especiarias muito bem-sucedida, a sua preparação está ao alcance de qualquer um.

Certamente, muitas pessoas acreditam que este pozinho mágico vinha de uma só planta, mas o interessante é que remonta aos dias do colonialismo britânico, foram os Ingleses que encontraram a mistura perfeita de todas estas especiarias.

Conta-se a historia que foi um oficial britânico, que se preparava para deixar a Índia de regresso a Inglaterra, que ordenou ao seu servo que preparasse uma mistura de especiarias indianas que dessem o mesmo paladar à confeção culinária aos seu pratos favoritos mesmo fora da Índia. Assim nasceu o curry = (Caril) como pó seco.

Comercialmente há muitas marcas de Caril em pó e nem todas são exatamente iguais. Muitas delas nem levam as ditas folhas do arbusto caril e têm pouco a ver com as misturas perfumadas feitas pelas Indianas. Só isso explica porque quando vamos a um restaurante Indiano o caril que nos servem seja menos agradável.

Há sempre quatro especiarias que se encontram sempre em qualquer marca de caril: pimentas; vermelha, verde e preta; cúrcuma que de dá aquela bela cor amarela; coentro; as sementes, que são super agradáveis e que na antiguidade diziam que eram afrodisíacas; cominhos um dos temperos mais antigos do mundo muito usado em diversas misturas de especiarias e que nós tanto usamos na nossa culinária, principalmente quando fazemos feijoadas.

As misturas não são rígidas. Depende do paladar que cada marca quer fazer. Podem levar uma infinidade de especiarias e isso é que é o caril.

Também existe caril húmido que é vendido em frascos e normalmente é mais agradável ainda que o de pó, pois são misturas de componentes frescos como o alho, gengibre, galangal, kaffir, que dão um sabor especial ao caril, mais que qualquer pó.

Também pode fazer o seu próprio caril! Esta é uma das muitas receitas existentes…

 Pó de Caril de Goa

 Ingredientes

2 – Malagueta (secas)

4 – Colheres de (sopa) de Sementes de Coentro

2 – Colheres de (sopa) de Sementes de Cominho

1 – Colher de (sopa) Sementes de Mostarda

1+1/2 –  Colher de (sopa) Pimenta Preta em grão

6 – Folhas de Caril (facultativo)

½ –  Colher de (chá) de Gengibre Moído

1 – Colher de (chá) de  Cúrcuma  Moída

Preparação

Começa por levar tudo (com a exceção das folhas de caril, o gengibre e a curcuma) a torrar numa frigideira, até sentir os aromas a se libertarem, depois retira e deixa arrefecer.

Agora leva na frigideira as folhas de caril para ficarem bem secas, junte às restantes especiarias e mói tudo até obter um pó fino. É muito fácil e rápido utilize o moedor-de-café.

Junte o gengibre e a Cúrcuma ao pó este preparado guarda num recipiente hermético até 2 meses.

É simples e muito agradável

Fica particularmente bem em arroz.

Em lojas online encontram-se muitas variedades de caril, tanto seco como húmido para que possa cozinhar os seus próprios pratos.

 Deixo- lhe uma deliciosa receita de Frango de Caril

 Grau de dificuldade fácil

Custo  médio   muito económico

Tempo preparação  15 minutos

Tempo cozedura     25 minutos

Número de doses    4  

 

Ingredientes

4 – Peitos de frango

1 – Cebola grande

½ – Alho francês

5 – Alho (dentes)

1dl – Azeite (a gosto)

1 – Iogurte natural – ou natas

½ – Gengibre em pó (c. de chá). Pode usar fresco a mesma quantidade*

2 – Caril em pó (c. de sopa)

2 – Farinha de trigo (c. de sopa)

1 – Maçã Golden descascada, sem caroço, cortada em cubos

1 – Malagueta sem sementes

250ml – leite de coco +/-

Sal –  um pouquinho

Pimenta preta

q.b Coentros

q.b Lima raspas e sumo

 

Preparação

– Veja se tem todos os ingredientes reunidos que vai utilizar.

– Corte o peito de frango em tiras. tempere com um pouco de sal e pimenta preta. Reserve.

– Coloque num tacho o azeite, pique a cebola, os dentes de alho, e corte em rodelas finas o alho francês. Deixe refogar a cebola até estar ligeiramente dourada. Junte a maçã cortada em gomos não muito grossos e deixe alourar um pouquinho.

Retire.

– Adicione o gengibre em pó. (Se utilizar gengibre fresco pode juntar tudo quando for refogar.)

– Depois, acrescente as duas colheres de (sopa) de caril em pó misturado com a farinha, junte a malagueta e envolva tudo.

– Adicione as natas, lentamente o leite de coco quente, em calor baixo deixe ferver um pouco até obter um molho cremoso.

– Junte o frango ao molho, termine a cozedura do preparado de caril, demorará cerca de 10 minutos, aproximadamente.

– Fora do calor, (se em substituição das natas usar Iogurte natural só o deve fazer neste momento).

– adicione os coentros picados e a lima (raspas e sumo).

– Entretanto faça o arroz.

O Arroz Basmati é um arroz aromático, saudável e nutritivo, originário da Índia! Tem um grão longo e fino de textura seca e firme! É um arroz quecombina com uma grande diversidade de pratos.  O arroz nesta receita fica soltinho, firme e fofo! É simplesmente maravilhoso!

Arroz Basmati de Alho e Salsa

Grau de dificuldade fácil

Custo      económico

Tempo preparação  5 minutos

Tempo cozedura     15 minutos +/-

Número de doses    4

 

 Ingredientes

5 – Dentes de alho picados

1 – Caneca de arroz basmati

Azeite, pimenta e um pouco de sal

1 – Ramo de salsa

 

Preparação

Regue generosamente o fundo de um tacho com azeite, em calor baixo aloure levemente os alhos. Junte o arroz e deixe fritar ligeiramente por alguns instantes, mexendo sempre. Adicione então 2 canecas de água a ferver tempere com sal e um pouquinho de pimenta, deixe cozinhar tapado em calor muito brando, 15 minutos até o arroz estar macio. No último minuto, acrescente a salsa finamente picada e mexa com um garfo. Está pronto!

O melhor Caril de Frango de sempre está aqui acompanhado deste maravilhoso arroz Basmati de alho e salsa!

Se ao lado servir uma salada de verdes e tomate fica ótimo!

Vai ter grande sucesso!

Bom Apetite!

 

Carmen Navarro

 

* O Gengibre evita por tanto sal

 

Fotos: Pesquisa Web

 01out21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.