Menu Fechar

Alfa Mist, Ashley Henry, GNR e Rebecca Martin são alguns dos nomes confirmados no “Matosinhos em Jazz”

O Matosinhos em Jazz regressa já no próximo mês de julho com um cartaz que mistura diferentes vertentes do jazz nacional e internacional. Alfa Mist, Ashley Henry, GNR e Rebecca Martin constituem alguns dos nomes fortes para a edição de 2022, que arranca a 1 de julho com a exposição no Jardim Basílio Teles, em frente à Câmara Municipal de Matosinhos.

Reforçando cada vez mais o seu posicionamento como um dos eventos de jazz mais importantes de Portugal, e depois de dois anos de interregno devido à pandemia, o Matosinhos em Jazz apresenta uma programação eclética com a música propriamente dita a arrancar a 9 de julho e a encerrar a 30 de julho.

“Estamos cada vez mais consolidados enquanto um evento que congrega várias vertentes do jazz mas também várias gerações. Queremos ter uma oferta ampla e estar atentos a todos os caminhos que o jazz nos vai apresentando, bem como ter propostas mais inesperadas como juntar a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música com os GNR. Esse é o caminho e a marca do Matosinhos em Jazz., explica Fernando Rocha, vereador da Cultura.

O festival arranca a 1 de julho com a exposição de obras criadas por vários artistas portugueses. O desafio do festival consistia numa releitura de capas icónicas da história mundial do jazz. André Tentúgal, Clara Não, Joana Linda, João Fazenda e Vasco Gargalo formam o leque de artistas que aceitaram o desafio de repensar capas icónicas de álbuns de artistas como Charles Mingue, Nina Simone, Ornette Coleman, Sonny Rollins, e Chet Baker. A exposição no Jardim Basílio Teles fica patente até 31 de julho.

É no Jardim Basílio Teles, sempre às 18horas, que o cartaz musical arranca no dia 9 de julho com Mimi Froes e segue-se no dia seguinte (10) a trompetista e vocalista Jéssica Pina. Do Reino Unido chega uma das maiores referências do jazz contemporâneo, o pianista e compositor Alfa Mist (16). A saxofonista Camilla George, nascida na Nigéria e com projeção ganha em Inglaterra, atua a 17 de julho.

Diretamente do Porto, com residência em Londres e a aterrar em Matosinhos é a vez da guitarrista, cantora e compositora Raquel Martins atuar no dia 23 de julho.

Ashley Henry formou-se na Royal Academy of Music, em Londres, e desde então o seu trabalho tem sido reconhecido como uma das grandes certezas da composição e performance em piano do jazz contemporâneo. A atuação está agendada para o dia 24 de julho.

Para os dois últimos dias do festival estão previstas as atuações de Rebecca Martin & Orquestra Jazz de Matosinhos (29 de julho, 22h00) e dos GNR & Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música (30 de julho, 22h00). Estes dois espetáculos decorrem na Praça Guilhermina Suggia, em Matosinhos.Todos os espetáculos são de entrada livre.

 

Texto e imagem: Câmara Municipal de Matosinhos / Etc. e Tal

 

09jun22

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.