Menu Fechar

Cascata de emoções

A. Barros

Uma sinfonia de choro invade o perímetro onde as despedidas são feitas. Os últimos momentos ficam carregados de lágrimas que escorrem do rosto das mulheres e também dos homens. Uma gritaria incessante que tem de ser contida, um polícia que tenta a todo custo apaziguar o turbilhão de sentimentos que estão a ser vivenciados no momento, onde um número infinito de beijos e abraços são dados naquele derradeiro momento.

Ao lado, uma senhora despede do filho e assim que ele vai em direção a uma nova etapa a face transforma-se evidenciando uma tristeza infinita. Do outro lado os pais abraçam o filho que vai embora ao encontro de dias melhores. Ao fundo uma mulher tenta de todas as formas enxaguar as lágrimas de um pai que vai trabalhar no estrangeiro e que promete que quando a vida o permitir que virá buscar o resto da família.

tristeza 01

Ao fundo do corredor, ficam os olhares tristes, desesperados, como se de uma execução tratasse. Uma mãe abraçada ao seu marido chora compulsivamente à medida que o reator do avião começa a trabalhar. Simultaneamente ambos começam por aumentar a sua força. O avião que leva o seu único filho para um destino de forma a conseguir uma melhoria de vida, se prepara para decolar enquanto que aquela mãe observa incrédula o afastamento do seu rebento. Finalmente o avião descola e a mãe por breves momentos sucumbe nos braços do seu companheiro e apenas consegue dizer “Que Pais é este que esta afastar os filhos dos progenitores”?

tristeza 02

Por outro lado, no piso de baixo as emoções contrastam. Outras pessoas esperam ansiosamente pelo seu ente querido. Uma mãe que espera pelo seu filho com um saco de alimentos para que na hora de encontrar o seu rebento oferecer algo para comer com receio de não ter comido. Um pai que olha ansiosamente para o monitor para verificar se não há atrasos no voo do seu filho e nora. Choros, risos, abraços, palmadas, tudo isso são emoções vividas por nós Seres Humanos. Isto é o que passa diariamente no aeroporto Sá Carneiro mas não é apenas aqui. Em todos os aeroportos, estações de autocarros, comboios, verificamos que nós somos dotados de sentimentos, de emoções e que sentimos muito quando alguém que nos é querido abandona para seguir a vida em um outro lugar.

Sim, nós somos uma Cascata de emoções! Todos, absolutamente todos temos sentimentos.

tristeza 03

Quando eramos pequenos chorávamos por tudo e por nada, ríamos com tudo e alguma coisa, agora que somos crescidos porque temos dificuldade em demonstrar o que sentimos, o que vai na alma? À medida que crescemos é nos ensinado que temos que guardar os sentimentos, então porquê? Porque simplesmente não podemos abraçar um amigo, dizer que gostamos dele, dizer a um pai ou a uma mãe que a amamos? Porque será que as vezes é tão complicado demonstrar o que sentimos em relação a alguém? Por vezes nas minhas viagens paro e começo a observar o comportamento humano e verifico que são poucas as pessoas, mas mesmo muito poucas as as que conseguem demonstrar o que sentem…

tristeza 04

Hoje em dia complicamos as relações, porque estamos focados no que para nós é importante. Ter uma vida confortável, ter dinheiro, ter posição social mas esquecemos que precisamos uns dos outros e que temos emoções. Não podemos de forma alguma permitir que corações de pedra, porque o mundo não precisa disso. Precisamos cada vez mais de pessoas que consigam sorrir, demonstrar amor, carinho ou simplesmente um sorriso. Tais gestos, podem fazer a diferença em alguém….

tristeza 05

Expressar sentimentos podem trazer vantagens para a parte física e psicológica do Ser Humano, tais como expressar sentimentos positivos, levar uma vida mais alegre, permitir que a felicidade tome conta da sua vida, elevar a sua auto estima e estimula as relações inter e intra pessoais e influenciar ainda nas comorbilidades fisicas. Encarar a vida com otimismo por mais difícil que possa ser, é um passo para a nossa própria melhoria. Temos que educar a geração futura a não temer as emoções, porque elas não são de forma alguma um obstáculo para a vida, antes pelo contrário. É através delas que poderemos fazer deste mundo, um mundo melhor!

Deixe transbordar dentro de si essas emoções e sorria, abrace, faça algo que lhe traga felicidade para si e para o Outro..Viva, reflita e aproveite a vida enquanto lhe é permitido antes que seja tarde de mais….

 

 Fotos: Pesquisa Google

 

01out14

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.