Menu Fechar

Com jeito vai…

Miguel Correia 

Os poucos leitores – que seguem o que escrevo – perguntam qual a razão de focar a minha atenção para as coisas que estão erradas, ou menos bem, do nosso quotidiano. Compreendo o ponto de vista. Contudo, é algo que está no nosso código genético. É o lado bizarro que nos faz rir! Mas há relatos que se destacam pela positiva! E que, certamente, merecem lugar de destaque, neste trabalho, pela vontade, determinação e resiliência dos seus protagonistas.

Tenho profunda admiração pela coragem dos investidores porque o risco está sempre patente. Principalmente num país que faz questão de utilizar a palavra crise quase todos os dias. Mesmo assim este empresário, de marroquinaria com artigos ligados à cortiça, está no ativo há 30 anos.

Luís Francisco – como qualquer empresário – sonha com a internacionalização. Fintar a crise, a concorrência e os malditos chineses com plásticos rafeiros de má qualidade a preços de arrasar! Assim sendo, aceitou o convite para participar na “Modtissimo”. (Salão de exposição internacional, contemplando produtores de fios, tecidos e acessórios, confecionadores e especialistas em marcas de moda). Uma atitude empreendedora. Ou simplesmente caricata…

O certame teve lugar em Londres. Cidade que não prima pelo uso de dialeto português. Digamos que, dá jeito falar um bocadinho de inglês! Pois bem. Só uma palavra: “thankyou” (não é erro!). Cheio de coragem resolveu juntar alguns artigos, da linha de produção e embarcar no grande desconhecido, rumo à capital britânica, sem falar ou perceber patavina! Segundo ele, a linguagem gestual é compreendida por todos. E pronto!

O balanço foi positivo. Teve contactos da Inglaterra, Israel, Dinamarca e Alemanha. Pensa ter encontrado oportunidades de negócio muito interessantes! Encontrou um russo, que regressou várias vezes. Falta saber se seria para fazer um grande negócio ou, simplesmente, perguntar pela casa de banho mais próxima! Só por gestos…

01jan17

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.