Menu Fechar

SINDICATO DA CONSTRUÇÃO ALERTA: TELHADO DA ESCOLA SECUNDÁRIA “ALEXANDRE HERCULANO” NÃO AGUENTA MAIS UM INVERNO!

A Escola Secundária Alexandre Herculano, que, em março último, teve de deslocar largas centenas de alunos para a “Ramalho Ortigão”, devido ao estado de degradação e ruína iminente em que se encontrava parte do edifício, poderá, segundo o Sindicato da Construção de Portugal (SCP) “ver o seu telhado a não aguentar mais um Inverno”.

O aviso do SCP foi feito, recentemente, ao primeiro-ministro, ministro da Educação, e presidente da Câmara Municipal do Porto, e ainda dado a conhecer à comunicação social, em nota a ela enviada.

“O Liceu Alexandre Herculano é a Escola mais degradada do País, sendo esta situação do conhecimento público. Neste momento deveriam estar a trabalhar lá centenas de trabalhadores da construção para uma intervenção de fundo, para que no início do Ano Letivo 2017 – 2018 as obras pudessem estar mais de 80% concluídas e apenas uma parte poderia continuar em obras após a reabertura das aulas, com obras mais pequenas mas infelizmente isso não está a acontecer”, começa por referir o sindicato liderado por Albano Ribeiro.

“Propaganda política”

Ainda de acordo com a referida nota, “a dita intervenção prioritária em que está envolvido o senhor primeiro-ministro, o senhor ministro da Educação e o senhor presidente da Câmara Municipal do Porto, não passou de propaganda politica, senão vejamos:

Cerca de 300 alunos, dado o avançado estado de degradação do Liceu, foram deslocados no passado ano letivo para a Escola Ramalho Ortigão, com a promessa que voltariam para a sua Escola no início do ano letivo de 2017 – 2018. Será que os três políticos estão à espera que aconteça o que aconteceu na Ponte Hintze Ribeiro em Entre-os-Rios em que, após a tragédia, construíram duas Pontes novas? Terá que ser evitado a construção de dois Liceus Alexandre Herculano”.

A terminar, refere ainda o SCP, “esta nota à Imprensa será enviada também ao senhor primeiro-ministro, ao senhor ministro da Educação e ao senhor presidente da Câmara Municipal do Porto. A manter-se esta situação, no início do Ano Letivo 2017 – 2018, o Sindicato irá tomar uma posição pública à porta do Liceu Alexandre Herculano”.

Texto: EeTj

Foto: Pedro N. Silva (Arquivo EeTj)

01ahgo17

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.