Menu Fechar

Curtas portuguesas selecionadas para os “Prémios César”

As curtas-metragens “Como Fernando Pessoa Salvou Portugal” e “Entre Sombras“, cuja promoção e distribuição está a cargo da Agência da Curta Metragem, estão selecionadas para a short list dos Prémios César, anunciou no passado dia 17 de setembro, a Académie des Arts et Techniques, responsável pela atribuição dos galardões.

O filme realizado por Eugène Green, “Como Fernando Pessoa Salvou Portugal”, concorre ao prémio para Melhor Filme de Curta-Metragem, numa seleção que inclui, no total, 24 filmes. Fruto de uma coprodução entre a Noodles Production, a O Som e a Fúria e a Les Films du Fleuve, o filme teve estreia mundial na última edição do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema e marcou também presença na secção Signs of Life do Festival de Locarno.

A presença do cinema português nos Césares alarga-se à categoria de cinema de animação. “Entre Sombras”, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos, é candidato ao prémio para Melhor Filme de Animação, em formato de curta-metragem. Produzida pela Animais, a Vivement Lundi! e a Um Segundo Filmes, a curta-metragem venceu o Prémio do Público na última edição do Curtas Vila do Conde.

Nesta lista de 12 nomeados constam ainda três curtas-metragens que integraram o programa do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema: “La Mort, Père & Fils”, de Denis Walgenwtiz e Winshluss, “Raymonde ou L’Évasion Verticale”, de Sarah Van den Boom e “La Chute”, de Boris Labbé (vencedor do Grande Prémio da Competição Internacional).

Criados em 1976, os Prémios César são atribuídos anualmente às melhores produções e co-produções francesas. A lista final de nomeados aos prémios será divulgada a 23 de janeiro pela Académie des Arts et Techniques du Cinéma.

Texto: Curtas Vila do Conde / EeTj

Foto: CVC

01out18

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.