Menu Fechar

Amália

Ricardo Guerra

 

 

 

100 ANOS DE AMÁLIA

Pão e vinho és da casa portuguesa

E nas asas da só tua Gaivota

Voa um perfeito coração patriota,

Um povo a lavar no rio a tristeza…!

Contra o barco negro da morte certa,

Cantas o que às paredes não confesso:

O Fado, a dor, saudade p’lo regresso

Dos bravos que foram à Descoberta!

És a Encoberta Deusa que virá,

Numa noite escura de nevoeiro,

P’ra cantando ensinar ao mundo inteiro

O que este povo ainda conquistará!

E já há 100 anos tange sem igual

Essa voz tua, a voz de Portugal!

Ricardo Guerra

 

O PORTO É CAMPEÃO!

O céu azul e branco honra os heróis!

Dragões lançam as chamas da vitória!

Sopram ao vento orgulhosos cachecóis!

Querido Porto, és tu a nossa glória!

Com fintas de ferro e fogo lutaram!

À moda do Porto fizeram história!

Ó! Suor e lágrimas derramaram,

Numa noite p’ra ficar na memória!

Nas estrelas escreveram o destino!

E logo os dragões saíram à rua!

Festa! Folia! E um desejo divino

De celebrar o prémio à luz da lua!

Contra as pragas e agoiros de morcões…

O que importa é que somos campeões!!!

Ricardo Guerra

 

 

Fotos: pesquisa Google

 

01ago20

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.