Menu Fechar

“ETC E TAL” – 11 ANOS DE VIDA VIVIDA A PENSAR EM SI! ESTAMOS TODOS DE PARABÉNS AINDA QUE CONFINADOS À REALIDADE DA PANDEMIA

 

 

 

José Gonçalves *

 

O “Etc e Tal” comemora, hoje (21jan21), onze anos de vida, e logo num dos períodos mais negros da História da humanidade, com destaque para o que está a acontecer no nosso País. A pandemia criada pelo novo coronavírus e outras variantes, mais ou menos conhecidas e outras, por certo, ainda por conhecer, está a desafiar o ser humano, um por um, sem distinção.

A vacina está aí, mas continuam também, por aí, promotores ou difusores do vírus, ou seja, todos aqueles e aquelas que não respeitam as regras profiláticas e pouco se importam de quem, em comunidade, com elas convive: se ficam infetados, internados, que morram.

Os números de óbitos são de gente e falam por si.

E é neste contexto, e ainda por cima a viver, pessoalmente um período menos bom de saúde – nada relacionado com a Covid -, que este jornal assinala uma data importante sem a poder festejar como gostaria de o fazer.

Mantemos o nosso rumo. O projeto está a crescer. E são cada vez mais os, e as, que ficam admirados com o facto de um jornal, sem apoios; sem estar subordinado a qualquer grande ou médio grupo económico da comunicação social, conseguir sobreviver neste exigente e complexo mundo da informação. E, ainda por cima, mantendo a sua completa independência, pluralidade, credibilidade, seriedade e liberdade responsável de expressão, factos que já são por demais reconhecidos e que nos acompanham desde a edição zero.

A todos os colaboradores que, mensalmente, dão um precioso contributo ao jornal, já que sem eles o “Etc e Tal” deixaria de ser o jornal aberto e plural que é, o meu muito obrigado como diretor e amigo.

Mas, sem si – você que nos lê – este projeto morreria à nascença e é por isso, por si – que nos descobriu agora ou há algum tempo -, que por cá estamos, online, há 11 anos. Não são muitos os jornais que conseguem atingir um estado de vida como o nosso, e a ideia é a de continuar a evoluir, sendo, a propósito de registar, mais duas entradas no jornal. Um jornal que tem regras internas; que devem ser cumpridas e que são cumpridas por todos e todas que nele escrevem sem complexos e pressões.

Não me alongo mais nesta que poderia ser, mas não é, uma “Editorial” normal. E muito mais anormal é devido à atualidade e ao facto de a mesma ter surpreendido – por exigências inesperadas – quem esta na profissão de jornalista há 36 anos.

Os tempos são desafiantes. A pandemia trouxe ao de cima valores e metas que pareciam estar desaparecidos. Todos os cuidados são poucos, e todas as forças são necessárias para, ao combatermos os vírus, conseguirmos caminhar com segurança rumo a um futuro mais estável.

Aproveito, esta oportunidade, para, desde já, informar-vos, que a próxima edição (fevereiro21) do “Etc e Tal” será, visivelmente, afetada pelas regras do confinamento profilático, principalmente, em termos de reportagens, já que não arriscamos – ainda que o pudéssemos fazer – levar para a rua os nossos colaboradores.

Independentemente deste facto, só espero que continue aí, desse lado, para estar a par, todos os meses, da verdade dos factos; factos relacionados com uma metrópole liderada por um Porto em crescimento, mas que também espera por melhores dias, para regressar ao ritmo que o carateriza.

O “Etc e Tal” promete (e isso é inquestionável!) manter a sua filosofia, a sua linha editorial, os seus propósitos, a sua conduta, venham os vírus que vierem; sejam eles os “vírus” que forem.

Podem estar certos disso.

Obrigado por ser nosso(a) leitor(a)…

*Diretor e fundador do Etc e Tal jornal

 

 

A VOZ  E A VEZ AOS COLABORADORES

 

 

SEM CENSURA OU INTERESSES

 

Ana Costa de Almeida

 

Felicito este espaço de liberdade, em que as palavras marcam presença junto da comunidade há já mais de uma década, sem censura ou interesses que pudessem coarctar uma genuína e profícua partilha.

Aqui deixo um especial e muito merecido reconhecimento ao director do Jornal, que, com empenho inabalável e cortesia, lidera e agrega uma equipa extraordinária, composta de pessoas que, de forma abnegada, prestam os seus contributos, proporcionando, além do mais, conhecimento, reflexão e um salutar espírito crítico, no âmbito das mais diversas áreas.

 

CELEBRAR A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

 

António Pedro Dores

 

A liberdade vive fortes ataques, e a liberdade de expressão é das mais frágeis. Este mês, vieram a público acusações de perseguições pidescas (sic) de uma procuradora a dois jornalistas, em Portugal. Julian Assange, que em vez de fazer como Snowden que desistiu da sua liberdade e procurou asilo em Moscovo se refugiou na democrática Inglaterra, está preso há dez anos sob a tutela do sistema judicial de Suas Magestades britânicas e suecas, ao serviço dos EUA por ter denunciado crimes de guerra que os sucessivos presidentes americanos assumem como seus e que, por isso, reprimem como assunto pessoal. Etc e Tal faz onze anos a celebrar a liberdade de expressão, como deve ser apanágio de qualquer órgão de comunicação social: parabéns.

 

ATÉ JÁ…

 

Carla Ribeiro

 

Percorremos todos os dias novos caminhos, portas que se abrem e fecham, caminhos traçados, sentimentos que nos dão tudo e nada tiram, e tantas vezes nos enchem e esvaziam.

Desde Março de 2020 que estamos a vivenciar sentimentos paradoxais e a fazer estes caminhos do sentir, do amar, enfim, do viver que tínhamos projetado.

Há decisões que não são, de todo, fáceis de tomar, se assim não fosse a Vida perderia a sua essência Humanitária, que nós mesmo lhe damos. Diariamente, em cada nosso gesto, em cada nosso olhar, o valor humano está aí na Vida, em nós.

Chega um momento que a Vida nos empurra a parar e a repensar o caminho. Tanto o percorrido como o a percorrer, o caminho trilhado terá sempre nele cravado os nossos passos; e neste momento tenho a plena consciência de que a Vida me pede para parar e abrandar. Sinto-me cansada, preciso de parar.

Esta pandemia pode ser encarada como uma lição de vida, uma aprendizagem que jamais voltaremos a ter, mas que nos esforça muito. Com a paragem a que este inimigo doloroso e invisível me impele, responder-lhe-ei com a força dos meus passos e com o tempo do meu sentir.

Paro, Escuto-me e percebo que é o momento de parar também com alguns dos projetos nos quais me envolvi de alma e coração.

Neste momento não vejo reunidas as condições necessárias para dar continuidade á Coluna de Opinião “Relatos”, no ETC e Tal, Jornal Online, ao qual sempre me dediquei.

Foi um percurso de vários anos, foram muitas as partilhas, tantas são as palavras, os abraços, os sorrisos, até as lágrimas que pelo som das palavras deixei, todas elas espraiadas, mas para sempre cravadas em mim.

Por tudo isto fico-vos eternamente grata.

Pelas nossas partilhas, pela nossa amizade, e em nome do Amor de todos para com todos, obrigada!

Guardo-vos a todos, e jamais conseguirei esquecer as muitas horas em que convosco estive.

Esta decisão, tomada com o coração, não foi de ânimo leve que a tomei, pois que muito me custou e custa ainda. Mas tenho que fechar este ciclo.

A todos os que me ajudaram, com a vossa presença e as vossas partilhas, que durantes estes anos se juntaram a mim para estes serões de leitura de Palavras e Amor, em cada lembrança ter-vos-ei sempre. O “Relatos” só foi o projeto que foi, graças a vós.

Não posso deixar de dirigir um agradecimento especial ao José Gonçalves, amigo e coordenador deste projeto. Desejo que continues a caminhar com este teu “filho” que desde o início cuidas, para que o ETC e Tal, Jornal Online continue a ser aquilo que sempre foi; um jornal que nos enriquece a todos pelo seu espírito altruísta, próximo, leal, verdadeiro e sincero. E que as palavras continuem a ser voz e, continuem a ser o abraço que nos une sempre à distância de um “clique”.

A toda a Direcção do ETC e Tal, Jornal Online, fica o meu agradecimento pela oportunidade, e pela aprendizagem.

Obrigada a todos, por tudo.

Namasté

 

PELO DÉCIMO PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DO ETC E TAL

 

Carlos Amaro

 

Por volta de meados do ano de 2020 fui convidado pelo diretor do ETC&TAL Jornal para trabalhar como repórter fotográfico. Desde então fiz diversos trabalhos e durante todo este tempo encontrei um diretor empenhado no seu trabalho, competente e lutador para que o jornal fosse publicado mensalmente.

Notei que o jornal foi crescendo com artigos de qualidade, nos diferentes campos abordados.

Nesta data festiva quero felicitar o Etc e Tal Jornal e dar os parabéns ao seu diretor, José Gonçalves e a todos aqueles que colaboram para o sucesso deste Jornal.

 

A VERDADE DOS FACTOS

 

Carlos Sameiro

 

As palavras valem o que valem, mas os 11 anos do “Etc e Tal” merecem uma pequena reflexão. Jornal pensado e criado pelo diretor José Gonçalves, e conhecendo a sua forma de estar e fazer informação, nunca será demais prestar uma “vénia”.

Em tempo de informação fugaz, o “Etc e Tal” afasta-se desse tipo de comunicação. Prevalece, ao Editorial do jornal, a verdade dos factos, seja o verdadeiro informar para formar consciências num Estado de Direito Democrático. A sua versatilidade temática é de enaltecere fideliza o leitor.

Por isso, felicito o seu diretor e todos os colaboradores do “Etc e Tal” para um ano de excelente informação.

 

ANIVERSÁRIO

 

Carmen Navarro

 

 

Mais um ano se passou…

Mais um ano se juntou,

ao 10º Aniversário,

dia de festa alegre

entre Amigos.

Fui ao dicionário

ver o que é Aniversário

de um Jornal,

mas, nada dizia…

Fui à enciclopédia,

desfolhei, desfolhei,

lá encontrei a resposta!…

Sonho de um jovem

Jornalista que dá

pelo nome de:

José Gonçalves,

que do sonho

fez realidade.

O Etc e Tal-Jornal.

Do Porto para o mundo…

Este sonho desabrochou

Online,

divulga a verdade

na base da Amizade!

Gostava de desejar

tantas coisas,

tudo seria pouco

porque tudo tem.

Muitos são os

que trabalham,

para muitos outros

terem informação variada.

Este sonho

tornou-se missão…

O tempo passa,

11 anos já lá vão

e um milhão

de acontecimentos,

histórias, memórias,

informação, Etc e Tal…

Mais um ano começa

sempre  num desafio,

e assim se faz

um sonho brilhar!…

 

INFORMAÇÃO RESPONSÁVEL E ISENTA

 

Francisco Teixeira

 

Hoje, dia de Aniversário do Jornal Etcetaljornal quero prestar a minha homenagem, na pessoa do seu ilustre director, fazendo votos pela sua continuidade e progresso por muitos e longos anos, continuando a prestar a todos os seus lejtores toda a informação responsável e isenta como vai sendo apanágio do Jornal Etcetal que o meu amigo tão de forma tão dedicada, dirige.

 

ONZE ANOS DE PARABÉNS….

 

José Lopes

 

Assinalar o 11.º aniversário do jornal online Etc e Tal em confinamento com um novo estado de emergência nacional, como resposta ao significativo e preocupante agravamento do número de infeções da covid-19, hospitalizados e mortes. É só por si um tempo que marcará este tempo de vida do projeto jornalístico em que venho colaborando já alguns anos.

Mas assinalar este 11.º aniversário é também vivenciar um outro tempo não menos inquietante. Quando se multiplicam e consolidam fantasmas que em diferentes cenários imperiais, arrastaram a humanidade para tragédias repugnantes de retrocesso civilizacional, que deveriam ser suficientes para erradicar qualquer veleidade de propaganda fomentadora de ódios.

Um tempo em que no Planeta muitas vezes as liberdades, a democracia, e neste caso a liberdade de imprensa, mais do que alguns dos efeitos negativos dos decretados estados de emergência para combater a covid-19, são ameaças e politicas de novos tiranos, que em nome de negacionismos e intolerâncias ultraconservadoras, fomentam o medo e fanatismos inspirados e protagonistas da ideologia da extrema-direita, com resultados tão grotescos, como a invasão do Capitólio legitimado pelas “incendiárias” palavras do próprio presidente derrotado, que tem mau perder.

Episódios de tortuosos caminhos obscuros, para cujo abismo se atraem através das redes sociais, multidões de deserdados e desacreditados de sistemas corruptos, que exigem dos jornalistas o cumprimento da sua missão de informar sem medos, sem submissão a interesses instalados ou que se querem instalar. Denunciando o lamaçal e as trevas em que nos querem mergulhar.

É neste tempo de muros contra a humanidade, que temos de optar, entre o silêncio cúmplice ou dar voz a quem não tem voz. Entre a defesa dos Direitos Humanos e a dormência e passividade, que abre espaço à impunidade. Não podemos ser cúmplices.

Nesta nossa realidade portuguesa, em que as liberdades e a democracia, afinal não estão por si só garantidas, como particularmente nos últimos tempos temos vindo a ter consciência.

É um privilégio, assinalar o 11.º aniversário do Etc e Tal jornal com o profissionalismo e a paixão do seu fundador e diretor, José Gonçalves, mesmo de forma virtual, face às atuais circunstâncias de confinamento. Assumindo com a coragem que exige ser ainda mais realçada neste tempo, quando se afirma no estatuto editorial (ponto 8) do jornal, “O «Etc e Tal jornal» rejeita a publicação de qualquer tipo de artigos, notícias, ou comentários xenófobos, homofóbicos, racistas, totalitaristas ou qualquer outra forma de promoção de atividades/ações clara e/ou declaradamente anti-democráticas”.

São os meus sinceros parabéns pelo 11.º aniversário do Etc e Tal jornal.

 

INFORMAÇÃO – MUITO MAIS DO QUE UM SERVIÇO

 

Luís Filipe Silva

 

A partilha de informação fidedigna e credível, passa pela forma como é transmitida, pelos conteúdos, pelas pessoas que a passam, mas sobretudo pelos projetos em si e pela sua maturidade.

Com uma vasta experiência profissional e com uma consciência apurada sobre que tipo de informação quer passar, o “comando” do Etc e Tal tem marcado uma presença transversal nos temas e na forma de os fornecer, sempre com um rigor informativo e profissional muito cuidado.

Assim, decorrida mais de uma década desde o seu início, o Etc e Tal tem vindo a crescer exponencialmente no número de leitores, colaboradores e diversidade informativa, tornando-se uma referência online e chamando a atenção dos leitores pela grande quantidade, bem como pela excelente qualidade de trabalho que tem apresentado nos seus conteúdos.

Nas suas muitas secções, destacam-se sempre a preocupação de estar sempre em cima dos acontecimentos locais e nacionais, o que tem obrigado a um volume de trabalho e a uma grande dedicação por parte de todos, em todas as edições.

Não posso deixar de sublinhar a magnífica prestação do seu diretor José Gonçalves, um homem com uma bagagem intelectual fantástica e uma enorme experiência jornalística e de gestão de conteúdos, sempre empenhado, como em todos os projetos e reconhecidos jornais nacionais e locais por onde passou.  Sendo o “coração” e o verdadeiro motor do Etc e Tal que é neste momento uma referência informativa e com uma riquíssima história no panorama nacional, não só no nosso pais, mas fazendo a informação chegar igualmente de forma coerente e fácil a muitos portugueses espalhados por todo o mundo, através das suas edições mensais online, ó diretor do Etc e Tal é a organização e o equilíbrio destes 11 anos de existência.

Em tempo de crise económica e de pandemia, também o Etc e Tal passa por inúmeras dificuldades a todos os níveis, desde logo com a escassez de meios, de recursos humanos e materiais, constrangidos como toda a sociedade com todas as regras de contenção da pandemia implementadas.

Ainda assim, o Etc e Tal continua no seu percurso de sucesso, apesar de tantas dificuldades, não deixando de fazer chegar aos seus leitores a tão importante informação, num momento de recolhimento e confinamento.

Na comemoração do seu 11.º aniversário, enquanto colaborador e do Etc e Tal e amigo pessoal do seu diretor, pessoa a quem “tiro o chapéu”, como poderia fazer a outras pessoas que ao seu lado têm estado sempre, quero deixar aqui o meu apreço pela história, pelo trabalho desenvolvido, pela excelente imagem que conseguiu criar e pela dedicação aos outros e à causa do jornalismo.

Desejo assim que o Etc eTal se mantenha de boa saúde e que todos os seus colaboradores, comigo incluído, sejam capazes de continuar a dar o seu melhor, levando cada vez mais informação de qualidade aos seus leitores.

Muitos Parabéns e que nunca falte a energia para ir em frente.

 

DEDICAÇÃO E EMPENHAMENTO

 

Maximina Girão Ribeiro

 

No dia em que se comemoram os 11 anos do ETC e TAL, penso que todos os colaboradores deste Jornal estão de PARABÉNS, coadjuvando o seu director José Gonçalves, o herói maior deste trabalho, fazendo-o com todo o brio, dedicação e empenhamento. A sua abnegação e profissionalismo resulta, em cada mês, num maior número de leitores, o que representa uma conquista que enaltece cada colaborador que, com altruísmo, trabalha “pro bono”.

 

UMA DÉCADA E MAIS UM

 

Miguel Correia

 

Sinceramente não tenho grandes recordações do que fiz há onze anos. Sei que já estava casado e tinha uma filha com três anos e, pelas fotos do meu arquivo pessoal, há um registo numa loja de artigos de criança. Porém, enquanto era atacado com brinquedos e mais brinquedos, nascia um projeto jornalístico que, mesmo lutando contra adversidades, celebra mais um ano. Não posso, nem tenho direito, de explorar as dificuldades sentidas na concretização deste jornal, ou sequer debater a profunda crise que atacou (e dizimou) órgãos de comunicação, porque faço parte do (infelizmente) grande número de pessoas que, do jornal, nunca ouviu falar.

As nossas vidas cruzaram-se em 2015 (já o jornal tinha largado as fraldas e caminhava determinado pelo seu próprio pé) e, desde então, sinto a pujança e um crescimento atípico, quando em comparação com outros pasquins. Especialmente porque, o seu director, continua fiel aos seus valores e princípios e não cai na tentação de se render ao jornalismo brejeiro, sem qualidade e deveras oportunista. Talvez, por isso, ainda continue a sofrer dores de crescimento e a desbravar caminho agreste, mas avança de cabeça erguida e com uma independência verdadeira. Coisa que poucos, muito poucos, se podem gabar! Feliz aniversário.

 

IDENTIDADE E MARCA

 

Ricardo Guerra

 

“O Etc e Tal tem uma História feita de histórias. Notícia a notícia, este jornal tem construído a sua identidade e estabelecido a sua marca ao longo destes 11 anos, primando sempre pelo rigor, pela excelência e pela multipluralidade de ideias. Assim, para celebrar o passado, desejo ao Etc e Tal votos de um maravilhoso futuro… E que eu possa fazer parte dele!

 

AGRADECIMENTO

 

Weihua Tang

 

Ainda me recordo do primeiro artigo que publiquei no “Etc e Tal Jornal” em fevereiro de 2019. De facto, essa não era só a minha primeira“obra-prima” mas, ainda assim, marcou o iní-cio de “segurar a própria caneta” na minha “carreira” de escrever em português.

Graças à ajuda e simpatia do diretor José Gonçalves, ao seu espírito invencível, à sua força incrível e ao seu excelente trabalho que sempre me impressionou, graças à plataforma de “Etc e Tal Jornal”, graças à generosidade e gentileza dos colegas da minha equipa, nunca desisti! Na realidade, durante dois anos, melhorei imenso o meu português, tal como conquistei mais leitores.

O dia 21 de Janeiro,  o dia em que surgiu o “Etc e Tal Jornal” há onze anos, a meu ver, é um dia muito especial.  Aliás, já considero esta data como se fosse o dia de “Ação de Graças”(Thanksgiving Day). Por isso mesmo, quero aproveitar para expressar o meu grande agradecimento do fundo do meu coração: estou muito grata!

Citando um ditado chinês: desejo o crescimento de “Etc e Tal Jornal” como as flores de gergelim, cada vez mais altas!

Os meus parabéns!

 

Dos nossos colaboradores só escreveu, nesta página, quem assim bem entendeu…

 

MOMENTOS DE VIDA…

E durante este onze anos foram inúmeros os momentos marcantes na vida do “Etc e Tal jornal”, não só no trabalho jornalístico em concreto, mas no convívio que realizamos com toda a equipa anualmente.

Não nos podemos também esquecer de uma outra vertente deste jornal, que foram as excursões (a camninho do sétimo ano de atividade, se a Covid nos deixar), e que já nos deixa saudades dos momentos de amizade por elas proporcionados.

Mas, regressando à redação, e ao valoroso leque de colaboradores que este jornal tem, jamais poderemos esquecer de quem do projeto partiu e jamais regressará, ainda que esteja sempre presente no espírito da equipa: os camaradas António Amen – repórter fotográfico e fotografo de excelência), e o José Luis Montero – um cronista como poucos.

Estejam onde estiverem, certo, certo, é que estão aqui connosco a comemorar esta data especial.

Saudades!

Outros colaboradores houve que se afastaram por motivos de ordem profissional ou de projetos de vida, e que muito deram ao projeto, com destaque para o jovem Pedro N. Silva que durante cinco anos fez parte integrante da equipa, sendo responsável pela atual apresentação gráfica do jornal, e de algumas fotos (largas centenas) que enriquecem o nosso arquivo, e que esperemos, um dia regresse à casa que sempre o soube tratar e a bem tratar.

Como o momento que vivemos é complicado, poderíamos, de seguida dar relevo a algumas fotos que marcaram estes 11 anos de vida ativa do “Etc e Tal”, mas não: achamos por bem gaurdar esses momentos – que nos deixariam ainda mais saudosos dos momentos de desconfinamento – para uma altura mais propícia, se calhar daqui a um ano.

A si em especial amigo(a) leitor(a), obrigado pela preferência e continue a caminhar connosco, lendo-nos e divulgando-nos, nesta estrada difícil, mas na qual encontraremos os merecidos e justos prémios…

Obrigado

 

21jan21

 

 

Partilhe:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.