Menu Fechar

Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal recomenda isolamento rigoroso para pessoas com diabetes e mais de 50 anos no contexto da Covid-19

Durante o novo período de confinamento a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) reforça a importância da prevenção da doença Covid-19 nas pessoas com diabetes e recomenda isolamento rigoroso para as pessoas com diabetes, em particular com mais de 50 anos, considerando-as um grupo de maior risco. Este isolamento será tão mais importante se tiverem também hipertensão, obesidade, doença coronária, respiratória ou cancro.

“Vivemos uma situação de emergência em Portugal e as pessoas com diabetes são um dos grupos de risco de complicações graves em caso de infeção pelo novo coronavírus. Falamos especialmente das pessoas com mais de 50 anos e com diabetes que devem manter um isolamento rigoroso, não se deixando infetar e evitando todas as hipóteses de contágio. Só deverão sair de casa em situações de absoluta necessidade e, sempre, evitando contactos pessoais. É ainda fundamental que todas as suas dúvidas sejam esclarecidas para evitar cenários de descompensação da doença” afirma José Manuel Boavida, presidente da APDP.

A APDP reforça que a sua Linha de Apoio à Diabetes (21 381 61 61) continua a prestar aconselhamento especializado e pode ajudar a libertar a linha SNS 24 em questões relacionadas com o receio de infeção e apoio psicológico para todas as pessoas com diabetes A associação alerta ainda para a importância de uma ação imediata em situações de descompensação da doença e que é preciso garantir segurança a todas as pessoas com diabetes, destacando o papel desta rede de apoio para apoiar nos ajustes da própria terapêutica. “É importante reforçar que uma intervenção precoce evita complicações e internamentos, durante o período de confinamento” refere ainda José Manuel Boavida.

“Em caso de contágio, as pessoas com diabetes estão mais suscetíveis a consequências graves ou até à morte. Agora, mais do que nunca, é fundamental reforçar a importância da educação terapêutica e criar ferramentas que a suportem, permitindo assim que as pessoas com diabetes desenvolvam competências na autogestão dos cuidados, capazes de manter o melhor controlo possível. A Linha de Apoio à Diabetes serve assim como uma base de apoio para as pessoas com diabetes, seja na gestão da doença ou apoio psicológico, e para que os cuidadores também se sintam apoiados”, adianta João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP

O número de telefone da Linha de Apoio à Diabetes é o 21 381 61 61 e está disponível das 9.00h às 17h, incluindo fins-de-semana e feriados.

 

Texto: APDP / Etc e Tal jornal

Foto: pesquisa Net

01fev21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.