Menu Fechar

PRESIDENCIAIS – PORTO: Da estrondosa vitória de Marcelo à surpresa conseguida por Tiago Mayan Gonçalves que ficou à frente de Ventura em três freguesias…

Como era de esperar, e a avaliar pelas sondagens que o davam como vencedor destacado das eleições para a Presidência da República, realizadas no passado dia 24 de janeiro, também no Porto, Marcelo Rebelo de Sousa não deu hipóteses à concorrência, vencendo destacado nas sete freguesias do concelho.

A grande supressa foi mesmo, o candidato apoiado pela Iniciativa Liberal, e natural e residente na Invicta, Tiago Mayan Gonçalves que conseguiu por uma vez ser o segundo candidato mais votado, à frente de Ana Gomes, e duas vezes, terceiro, ultrapassando, André Ventura.

MARCELO ~”ARREBATADOR” EM CAMPANHÃ

Marcelo no Porto, há cinco anos – Foto: Pedro N. Silva

O vencedor das eleições Presidenciais e reconduzido no cargo, Marcelo Rebelo de Sousa, que contou com o apoio oficial do PSD e do CDS, conquistou o primeiro lugar em todas as freguesias, sendo de destacar a (socialista) de Campanhã, onde conseguiu a maior percentagem de votos do concelho do Porto, com 56,45 pontos, seguido à distância, e como sempre, por Ana Gomes.

Entretanto, e por mais estranho que possa parecer, já que se trata de uma união de freguesias tradicionalmente social-democratas, e onde o CDS também tem (ou tinha) alguma representatividade, como é o caso da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, foi aí que Marcelo Rebelo de Sousa obteve a vitória menos expressiva no concelho do Porto, ao conseguir pouco mais de 48 por cento dos votos.

CENTRO HISTÓRICO PROJETA ANA GOMES

Foto: Observador

A candidata apoiada oficialmente pelo PAN e pelo Livre, mas assumidamente socialista e a recolher muitos apoios do PS, Ana Gomes, ficou em segundo lugar, destacada, em seis das sete autarquias do Porto, só ultrapassada por Tiago Mayan Gonçalves na UF de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde.

E foi também numa união de freguesias, neste caso do Centro Histórico (Cedofeita, Miragaia, Sé, Santo Ildefonso, São Nicolau e Vitória), que Ana Gomes reuniu o maior número relativo de votos no concelho do Porto, conquistando uma percentagem de 23,91 pontos, a uma distância de mais de onze pontos percentuais do seu perseguidor, Ventura.

Pior resultado foi, como se referiu, o registado na União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, com somente 14,97 por cento dos votos, aqui, o “candidato da terra”, Tiago Mayan Gonçalves, teve uma (forte) palavra a dizer.

DESVENTURADO NO PORTO

Foto: aeiou

Já o candidato da extrema-direita, André Ventura, apoiado pelo seu próprio partido (Chega!) nunca chegou a ultrapassar a socialista Ana Gomes. Mais: foi, isso sim, ultrapassado pelo liberal Tiago Mayan Gonçalves, em duas freguesias.

Aliás, a desventura de Ventura no Porto só foi menos simbólica na Foz do Douro e respetiva união com as freguesias de Aldoar e Nevogilde, onde chegou aos 13,51 por cento, e foi o único local onde registou dois dígitos nos resultados obtidos nas autarquias da Invicta.

No Centro Histórico, Ventura não foi além dos 06,08 por cento dos votos, precisamente, na autarquia onde Ana Gomes (segunda classificada) obteve o seu melhor resultado no concelho (23,91).

TIAGO MAYAN GONÇALVES: O “CANDIDATO DA TERRA” QUE SURPREENDEU A OCIDENTE…

Tiago Mayan Gonçalves, 43 anos, natural da freguesia de Cedofeita (hoje uma das autarquias que compõe a união de freguesia do Centro Histórico do Porto), advogado continuando a viver na cidade do Porto, foi o candidato surpresa – neste caso apoiado pela Iniciativa Liberal, na qual é dirigente – conseguindo na ocidental União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde quase 16 por cento dos votos (15,95%), à frente de Ana Gomes (14,97) e a atrás, como já se sabe, de Marcelo Rebelo de Sousa (48,37), a quem tirou parte considerável do eleitorado, oriundo, essencialmente, do PSD, nesta zona da cidade. Como se pode facilmente desde já pensar, Mayan, teve os piores resultados na zona oriental do Porto, e designadamente, na freguesia de esquerda (socialista) de Campanhã, onde não passou dos 03,72 por cento.

JOÃO FERREIRA SEM RESULTADOS DE GRANDE DESTAQUE, MAS COM UM… BONFIM

Foto: Expresso

O candidato apoiado pela CDU (PCP-PEV), João Ferreira, não conseguiu, em nenhuma das freguesias da cidade do Porto chegar aos seis por cento, ainda que perto andasse dessa marca, principalmente, na freguesia do Bonfim, onde registou o seu melhor resultado: 05,68 por cento dos votos.

A pior marca registou-se a ocidente e na autarquia por aqui muito referida, como é o caso da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde: 02,94%.

CENTRO… HISTÓRICO PARA MARISA

Foto: pesquisa Bing

A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda e que foi a grade desilusão destas eleições a nível nacional, Marisa Matias, também no Porto teve resultados muito aquém dos registados há cinco anos.

A melhor percentagem de votos foi conseguida na União de Freguesias do Centro Histórico, com 05,85 pontos, à frente de João Ferreira, da CDU, e Vitorino Silva.

A pior marca, e como aconteceu com todos os outros candidatos de esquerda, foi na Foz do Douro, Aldoar e Nevogilde e sua União de Freguesias: 02,74%.

CAMPANHÃ DEU O MELHOR RESULTADO A VITORINO SILVA

Foto: após uma entrevista ao Etc e Tal, em abril de 2020

Vitorino Silva, ou mais conhecido por Tino de Rans, conseguiu na freguesia de Campanhã o seu melhor resultado no concelho do Porto, ao ultrapassar os três pontos percentuais dos votos (03,15) aí registados.

Por curiosidade, na freguesia onde Vitorino trabalha (Ramalde) teve o seu segundo melhor resultado, com 02,65 por cento. O pior registou-se na Foz do Douro, com 01,53 dos votantes a escolherem-no para Presidente da República.

 RESULTADOS (em%)

CONCELHO DO PORTO (POR FREGUESIAS)

Marcelo Rebelo de Sousa (MRS), Ana Gomes (AG), André Ventura (AV), Tiago Mayan Gonçalves (TMG), João Ferreira (JF), Marisa Matias (MM) e Vitorino Silva (VS)

 

Bonfim

MRS           49,86%

AG              23,57%

AV              07,59%

JF                05,68%

MM            05,61%

TMG           05,56%

VS              02,19%

 

Campanhã

MRS           56,54%

AG              19,25%

AV              07,32%

JF                05,68%

MM            04,68%

TMG           03,72%

VS              03,15%

 

Paranhos

MRS           52,75%

AG              21,77%

AV              07,57%

TMG           05,94%

JF                04.92%

MM            04,63%

VS              02,42%

 

Ramalde

MRS           53,87%

AG              18,05%

TMG           08,62%

AV              08,41%

JF                04,00%

MM            03,95%

VS              02,65%

 

UF Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde

MRS           48,37%

TMG              15,94%

AG              14,97%

AV              13,51%

JF                0294%

MM            02,74%

VS              01,53%

 

UF Centro Histórico (Cedofeita, Miragaia, Sé, Santo Ildefonso, São Nicolau e Vitória)

MRS           49,62%

AG              23,91%

AV              06,80%

TMG           06,39%

MM            05,85%

JF                05,47%

VS              01,95%

 

UF Lordelo do Ouro e Massarelos

MRS           50,85%

AG              18,62%

TMG           10,82%

AV              09,85%

JF                04,58%

MM            03,77%

VS              02,12%

 

RESULTADOS GERAIS DO CONCELHO DO PORTO

Marcelo Rebelo de Sousa            55.363 votos – 51,07%

Ana Gomes                 21.48520,08%

André Ventura           9.257 8,65%

Tiago Mayan Gonçalves              8.6868,12%

João Ferreira              4.992 – 4,67%

Marisa Matias             4.752 – 4,44%

Vitorino Silva              2.454 – 2,3%

 

Inscritos: 207.627

Votaram: 98.610

Abstenção:          47,49%

Brancos:              01,02%

Nulos:                  00,84%

 

 

Texto: José Gonçalves

Fonte (dados): CNE

 

01fev21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.