Menu Fechar

Rua da Senhora de Campanhã

 

Esta rubrica dá a conhecer a toponímia portuense, através de interessantes artigos publicados em “O Primeiro de Janeiro”, na década de setenta do século passado. Assina…

 

 Cunha e Freitas (*)

 

“A Rua da Senhora de Campanhã lembra-nos uma das mais devotas e mais notáveis imagens da Senhora, venerada durante a Idade Média, na diocese do Porto.

Belíssima escultura em pedra de Ançã, atribuída ao século XIV, recordaria uma rija batalha travada à volta de 920, pelos cristãos e os mouros de Abderramão, rei de Córdova. Dessa sanguinária peleja, que se teria desenrolado à volta do Porto, ficaria a lembrança em Campanhã, Batalha, Vitória, Rio Tinto…

No mais aceso da luta – diz a lenda – teriam os cristãos encontrado uma imagem da Senhora, que singularmente lhes deu forças de prosseguir na batalha. Daí o darem-lhe primeiro o nome de Santa maria dos Azares, depois da Entrega e, por fim, de Campanhã, lendo-se da Campanha… ).

Se é muito duvidosa a historicidade desta batalha, é certo que a origem daqueles topónimos nada tem que ver com ela. Campanhã, como escreve o Prof. J. Piel, é gentilício tirado de Campanus, de origem incerta, mas talvez etrusca, que aparece em outras terras (v. g. Campaniano, na Catalunha, Champagnac e Champiny, em França, etc.). Entre nós, em Santo Tirso também há outro igual topónimo.

Quanto à nossa Campanhã portuense, não há dúvida que existia já em 1058 – Villa campaniana, Santa Maria de Campanhã, lhe chamam documentos daquela data.

Igreja da Senhora de Campanhã (Foto: Pedro N. Silva (Arquivo EeTj)

O culto de Nossa Senhora de Campanhã, desde tempos antigos até ao presente, e a história daquela milagrosa fonte que data de 1742 e há uma década «ressuscitou», foram muito bem estudados, recentemente, pelo senhor P.e Tavares Martins, na sua monografia «Paróquia de Santa Maria de Campanhã» /1.ª parte), publicada em 1964. A antiga Travessa da Senhora de Campanhã tem hoje o nome de Rua da Arada.”

 

(*) Artigo publicado em “O Primeiro de Janeiro”, na década de 1970, na rubrica “Toponímia Portuense”.

 

Na próxima edição de “RUAS” DO PORTO destaque para a “RUA DA SENHORA DA LUZ”

 

 

01mar21

 

 

 

 

 

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.