Menu Fechar

A anteceder a Feira do Livro do Porto, o ciclo “Warm Up” promete animar, “aquecendo”, os jardins do Palácio de Cristal e da Casa Tait durante seis fins-de-semana… num “ato público de libertação!”, salientou Rui Moreira

No Dia Mundial do Livro (23abr21) até falou-se pouco de livros. Na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, aos jardins do Palácio de Cristal, o presidente e vereador da Cultura da Câmara do Porto, Rui Moreira, acompanhado pelo coordenador da programação da Feira do Livro e também diretor do Museu da Cidade, Nuno Faria, relembraram, em conferência de imprensa, alguns pormenores sobre a Feira deste ano, mas centraram as atenções no ciclo “Warm Up”, que antecederá o certame livreiro.

O que será, então, esse “Warm Up” (aquecimento) que promete animar, a partir de 16 de julho, e durante seis fins-de-semana (até 22 de agosto), os jardins do Palácio e da Casa Tait, antecedendo mais uma edição da Feira do Livro, cuja figura-de-cartaz será o escritor Júlio Dinis?

Rui Moreira explicou…

“O Warm Up foi uma ideia que surgiu de uma forma mais ou menos evidente. Depois das experiências que tínhamos tido no Verão passado, na Feira do Livro, onde tivemos a possibilidade de melhorar este espaço, um espaço muito adequado a esta anomalia que vivemos, decidiu-se começar mais cedo, garantindo que todo o Verão teremos, aqui, atividades interessantes, apostando, ao mesmo tempo, nos agentes culturais. Estamos convencidos que vai ser um sucesso! Ainda será um Verão como muitos de nós não está habituado. Haverá quem, por certo, estivesse habituado a viajar e, provavelmente, vão decidir ficar na cidade. É seguramente o meu caso. Assim, vamos poder viajar dentro da cidade, com um Warm Up, no qual a tentaremos aquecer; ou seja, aquecer aquilo que é a nossa apetência cada vez maior na cidade por eventos desta natureza”.

O presidente da Câmara do Porto mostrou-se também, bastante satisfeito, com os “números” registados pela Feira do Livro de 2020, isto depois de algum receio inicial…

“Aquando da Feira do Livro do ano passado, tivemos algum receio, mas a verdade é que as pessoas conseguiram vir”, pelo que, “organizaremos, uma vez mais, tudo com todas condições de segurança para que não haja problemas. Ninguém, ao certo, sabe como vai ser o Verão, o que nós sabemos é que, seja o Verão melhor; seja o Verão pior, vamos gerar um conjunto de eventos que vamos poder frequentar, e isso é, para nós, muito importante, é um ato público de libertação”.

RUI REININHO EM DESTAQUE LOGO NO PRIMEIRO FIM-DE-SEMANA DO “WARM UP”

Saiba que o ciclo “Warm Up” vai percorrer diversas sonoridades que vão desde o Jazz ao Blues, passando pelas músicas do mundo, a spoken word e a música de dança.

Tome, então, nota: o primeiro fim-de-semana, dias 16, 17, e 18 julho, é dedicado à Spoken Word, com espetáculos na Casa do Roseiral, Concha Acústica e Lago dos Cavalinhos.

Durante esses três dias, subirão ao palco os Mao-Mao, Nómada Urbe, A Flor do Lácio e Rui Reininho.

O REGRESSO DO “FESTIVAL PORTA-JAZZ”

Já a 23, 24 e 25 de julho regressa o Festival Porta-Jazz numa versão ao ar livre, organizado, como é habitual, pela Associação Porta-Jazz. Estão previstos 14 concertos e o envolvimento de um total de cerca de 60 músicos. Quanto á programação, a organização dará a conhecê-la dentro em breve.

No terceiro fim-de-semana, acontece o Porto Blues Fest, um festival de blues que traz para os jardins do Palácio os sabores, cheiros e sons de New Orleans. Para já, estão confirmados, a 31 julho, Budda Power Blues e Maria João (na foto) que vão apresentar o novo álbum, cujo lançamento está marcado para o próximo mês de junho: “Blues Experience 2”.

Rui Vargas

A 7 e 8 de agosto, o Museu da Cidade e a Casa Tait recebem o Elétrico, com dois dias de música eletrónica a cargo de produtores e DJ nacionais, mantendo a energia e o caráter deste festival único. Encontram-se confirmadas as presenças de: Rui Vargas, Pedro Tenreiro, Alex Fx, Diana Oliveira, Helena Guedes, Rui Trintaeum, Serginho e Xinobi.

Holy Nothing

O quinto fim-de-semana de Warm Up propõe uma viagem, sem sair da Casa do Roseiral, por diversas latitudes, com as Músicas do Mundo, numa antecipação do Festival WOMEX – The World Music Expo, um dos maiores e mais reconhecidos eventos da indústria musical a nível mundial, com mais de 26 anos de história, previsto acontecer no Porto em outubro próximo.

Do alinhamento fazem parte Lina & Raül Refree, os mais recentes vencedores do novo Prémio Carlos do Carmo, Cremilda Medina, Luís Peixoto e os Holy Nothing & Angelo B.

Para finalizar este ciclo, a 21 e 22 agosto, a proposta passa por um Piquenique Dançante Sobre a Relva, a realizar nos jardins da Casa Tait. A iniciativa abre a possibilidade do convívio à volta de uma toalha, onde se partilha comida, conversa e música.

FEIRA DO LIVRO…A PARTIR DE 27 DE AGOSTO E DE HOMENAGEM A JÚLIO DINIS

Feira do Livro 2020 (Foto: Miguel Nogueira – Porto.)

A Feira do Livro volta a abrir portas a 27 de agosto e encerra a 12 de setembro, ainda sob o clima de restrições sanitárias que marcou a edição do ano passado.

Nos 150 anos da morte de Júlio Dinis, o certame cultural homenageia o autor que faleceu exatamente a 12 de setembro e quer pensar a persistência do romantismo. Esta edição tem como tema “Herborisar”, cujo mote conceptual é idealizado com base no herbário que Júlio Dinis montou na Ilha da Madeira, quando tentava curar-se da tuberculose de que veio a falecer.

A edição deste ano vai ter este ano duas novas extensões, uma na Quinta da Macieirinha com a reabertura da extensão do Romantismo do Museu da Cidade, e outra na recém-criada Biblioteca Popular de Pedro Ivo, na Praça do Marquês.

As inscrições para participação abrem a 17 de maio.

 

Texto: JG (*)

Fotos: Filipa Brito (Porto.) e pesquisa Web

 

(*)com Porto.

 

01mai21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.