Menu Fechar

As pedras que nunca atirei…

Carlos Sameiro

 

São pedras de um caminho do meu e do vosso. Pedras que eu encontrei algures nesta nossa terra de incerteza da certeza que são pedras que alguém as encontrará e ficará com elas.

Não são pesadas, pesada é a vida quando é feita de tais incertezas. Pedras! Pego nelas e guardo-as no bolso para que um dia possa recordar quão bela é a vida.

Pedras que nunca atirarei a quem errou, porque eu também o errei.

Pedras…

 

 

 

 

Fotos: na Praia de Nevogilde, Porto

 

01mai21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.