Menu Fechar

Revista “Forbes” distingue talentos portuenses na lista dos 30 jovens mais promissores da Europa

Estudaram, formaram uma empresa, inovaram e alcançaram sucesso além-fronteiras. E ainda nem sequer chegaram aos 30 anos. Carlos Lei Santos e Frederico Carpinteiro integram a lista deste ano da revista norte-americana Forbes, “30 Under 30”, que destaca os maiores e mais promissores jovens talentos a nível mundial em diversas áreas.

Vindo da Faculdade e Ciências da U.Porto, Carlos Lei Santos, fundador da HypeLabs, foi distinguido na categoria de Tecnologia. A empresa nasceu no Porto, em 2016, e foca-se no desenvolvimento de um software de comunicação para diferentes dispositivos em redes mesh (em malha, sem fios), que funciona com qualquer sistema operativo e canal de transporte através de Bluetooth e wi-fi.

Com esta solução, a HypeLabs consegue também oferecer acesso à internet a preços acessíveis a comunidades rurais no continente africano, ajudando empresas a conectar-se e permitindo que os sistemas POS (pontos de venda) e os pagamentos digitais continuem a processar-se mesmo quando não há internet. Em 2019, a empresa captou um investimento de três milhões de dólares.

O outro talento portuense distinguido pela prestigiada publicação foi o fundador da Adapttech, Frederico Carpinteiro, com formação pela Faculdade de Engenharia da U. Porto, desta vez na categoria Ciência e Cuidados de Saúde. A inovação da startup chama-se Insight e está relacionada com um dispositivo médico que permite uma melhor adaptação de próteses em amputados dos membros inferiores. O sistema inclui um mecanismo para recolha de dados, permitindo a monitorização do processo de reabilitação.

No final de março deste ano, a startup biomédica anunciava, também, o levantamento de uma ronda de investimento que ultrapassou os 2,3 milhões de euros. Recorde-se que, em 2019, a Forbes já havia reconhecido o trabalho de um outro jovem do Porto, Tiago Santos, por ter apoiado milhares de agricultores a gerir mais de 25 mil hectares de terreno com a sua empresa Wisecrop.

Além destas áreas, a lista “30 Under 30” da Forbes reconheceu o talento de jovens europeus ligados às Finanças, Arte & Cultura, Retalho & Comércio Eletrónico, Impacto Social, entre outras.

“O mundo mudou drasticamente, mas uma coisa não mudou: a nossa história a detetar jovens inovadores”, escreve a revista. “Pelo sexto ano, a lista da Forbes under 30 Europe está a provar que os jovens não estão a desperdiçar a sua juventude”, sendo esta lista “o resultado de milhares de nomeações internacionais, meses de relatórios de investigação e o selo de aprovação do nosso painel de juízes”, acrescenta.

 

Texto e foto: Porto. / Etc e Tal jornal

01mai21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.