Menu Fechar

Estudantes de Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar levaram Saúde à comunidade

Cerca de 40 estudantes voluntários do 2.º ao 6.º ano do Mestrado Integrado em Medicina do Instituto de Ciência Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto estiveram recentemente em digressão pelo Norte e Centro do país, onde realizaram várias sessões formativas em escolas e lares, e para a comunidade em geral.

Durante três dias, de 14 a 16 de maio, os estudantes – organizados em grupos de oito elementos – percorreram os municípios de Armamar, Arcos de Valdevez, Proença-a-Nova, Vila Flor, Alcanena e Paredes de Coura, para promover estilos de vida saudáveis e o aumento da literacia em saúde da população.

As ações de formação abordaram variadas temáticas, entre as quais doenças cardiovasculares, problemas de saúde mental, educação sexual, COVID-19 e vacinação, alimentação saudável, a importância de optar por estilos de vida mais ativos e da realização de exercício físico regular em todas as idades.

 UMA ATIVIDADE EM QUE DAR É RECEBER

programa Med On Tour – AEICBAS (antigo Medicina na Periferia) e? a maior iniciativa do género em Portugal e vai já na sua 7.ª edição. Para além das vantagens que representa para a comunidade em geral, que usufrui das ações pedagógicas, permite também que os estudantes de Medicina desenvolvam soft skills de comunicação e promoção da saúde junto da população, contribuindo para complementar a formação curricular do seu plano de estudos.

Através das visitas às localidades, muitas delas com problemas de despovoamento e carência de oportunidades de desenvolvimento, o programa permite ainda apoiar o interior do país, sensibilizando os estudantes para possíveis situações de desigualdade territorial.

“Foi com grande satisfação que recebemos um feedback bastante positivo por parte dos vários Municípios, Escolas e Lares participantes, que viram neste projeto uma oportunidade de aprender mais sobre a sua própria saúde e mostrar aos estudantes de medicina do ICBAS o que de melhor existe no nosso país”, enaltece a organização do programa, acrescentando que esta é “uma atividade muito querida pelos estudantes de Medicina”.

Devido à pandemia, os estudantes voluntários foram testados para a SARS-CoV-2 e o programa foi adaptado às novas exigências, de forma a diminuir a proximidade física entre participantes e populac?a?o local e garantir toda a seguranc?a necessária durante as atividades.

Com o apoio dos Municípios e de vários parceiros, o Med On Tour – AEICBAS assegurou igualmente o alojamento, alimentação e transporte de todas as equipas envolvidas na atividade.

 

Texto: Abigall Batista (ICBAS) – NUP / Etc e Tal jornal

Foto: NUP

 

01jun21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.