Menu Fechar

Historiador Lopes Cordeiro vence Prémio Grémio Literário 2020 com livro sobre a Revolução Liberal do Porto

O historiador José Manuel Lopes Cordeiro da Universidade do Minho venceu o Prémio Grémio Literário 2020 com o livro “1820. Revolução Liberal do Porto”, uma obra publicada pela Câmara do Porto, no âmbito das celebrações do bicentenário da efeméride histórica.

O livro tem 536 páginas, 202 ilustrações “muitas delas inéditas” e novas revelações sobre a primeira tentativa de implantação do liberalismo em Portugal, refere a Universidade do Minho, em comunicado.

“É uma honra receber este prémio, é o reconhecimento do meu trabalho de muitos anos nesta área”, afirmou Lopes Cordeiro, citado na nota de imprensa enviada à Lusa.

A obra, editada pelo Município do Porto e prefaciada por Marcelo Rebelo de Sousa, destaca em especial as fontes locais daqueles 40 dias que abalaram a História de Portugal e do Brasil há dois séculos.

O autor partiu da exposição homónima que organizou na Casa do Infante no ano passado e que, à data da inauguração, a 20 de fevereiro de 2020, ficou marcada pelo falecimento repentino do comissário geral das comemorações dos 200 anos da Revolução Liberal, o deputado municipal independente Pedro Baptista.

O livro-catálogo, de edição municipal, percorre todo o ambiente efervescente que culminou com o levantamento militar e popular de 24 de Agosto de 1820 e contextualiza o que sucedeu em consequência deste movimento que eclodiu no Porto, impulsionado pelo Sinédrio, associação secreta formada em 1818 por burgueses e homens letrados da cidade e que tinha como grande propósito instaurar o liberalismo em Portugal.

A obra foi apresentada oficialmente no dia de abertura da edição de 2020 da Feira do Livro do Porto, numa cerimónia que decorreu no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, momentos depois do Presidente de República e do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, terem simbolicamente depositado duas coroas de flores no Mausoléu que alberga o coração de D. Pedro IV, na Igreja da Lapa.

Recorde-se, ainda, que em janeiro deste ano, “1820. Revolução Liberal do Porto” já tinha sido eleito o melhor livro em História Contemporânea Portuguesa publicado em 2020, pelo blogue “Almanaque Republicano”.

O Grémio Literário de Lisboa atribui o prémio anualmente a obras originais de autores portugueses na área das letras, artes e ciências.

José Manuel Lopes Cordeiro recebeu o galardão na passada terça-feira, 29 de junho, no Grémio Literário de Lisboa. O prémio consiste numa escultura de José de Guimarães e, no passado, foi entregue a figuras como o cineasta Manuel de Oliveira e o sociólogo David Justino.

 

Texto e foto: Porto. / Etc e Tal jornal

 

01jul21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.