Menu Fechar

Ponde de Lima – Reabriu a Piscina do Festival Internacional de Jardins

A piscina ao ar livre do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima reabriu ao público no passado dia 14 de junho. As regras de funcionamento da piscina mantém-se de forma a garantir as distâncias de segurança e as medidas preventivas de higiene, evitando o contágio de Covid-19.

De referir que a capacidade máxima do espaço está limitada a 400 utentes (piscina e áreas adjacentes), sendo que o Plano de Contingência prevê algumas restrições, nomeadamente a lotação máxima do tanque grande é de 112 utentes, e do tanque pequeno é de 8 utentes. A área do relvado foi alargada de modo a permitir um maior distanciamento social entre utilizadores.

Existem outras regras a cumprir durante o período de funcionamento das piscinas, nomeadamente no que diz respeitos às condições de circulação no interior do espaço e à compra dos ingressos. Estas medidas constam do Plano de Contingência Piscinas do Festival Internacional de Jardins. A piscina encerrará dia 10 de setembro.

CÂMARA MUNICIPAL APRESENTOU O “LUGAR DO HÁBITO – FESTIVAL DE ARTES PERFORMATIVAS DE RUA”

Vai decorrer entre os dias 2 e 11 de julho um Festival de Artes Performativas de Rua, em Ponte de Lima, denominado “Lugar do Hábito”. Fruto de uma candidatura aprovada ao Aviso nº Norte-14-2020-25, na tipologia de intervenção “Domínio, Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos”, assume-se como uma proposta artística com uma oferta diversificada de espetáculos que permitem ao público uma reflexão e inquietação sobre a condição humana ou até mesmo sobre o seu comportamento social.

O projeto parte do conceito sociológico de “hábito”, como fator que não só permite entender os comportamentos individuais, comos mostrar de que modo os modelos de comportamento são interiorizados pela educação, participando assim na reprodução social e como os indivíduos reproduzem esses modelos com reajustamentos.

O projeto conta com a parceria da Academia de Música Fernandes Fão e com a Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago. A Direção Artística está a cargo da Fértil Cultural e o plano de comunicação sob responsabilidade do Ensaio Futurista. A animação conta com a colaboração da Dupla Face Companhia das Artes.

“Este é um projeto que se enquadra no nosso ADN” disse Fernando Rebelo, Presidente da Direção da Academia de Música Fernandes Fão.

Por sua vez, o presidente da Associação dos Amigos de Santiago, Francisco Calheiros, considerou que este projeto “é uma atração para a Vila e marcará com certeza a passagem dos peregrinos do Caminho de Santiago aqui por Ponte de Lima”.

Uma caraterística diferenciadora deste projeto é a forma como se articula o património imaterial ao património material. Cada espaço de apresentação dos espetáculos foi cuidadosamente selecionado de acordo com a importância histórica para a vila de Ponte de Lima, assim como a possível relação com as temáticas abordadas em cada espetáculo. A programação da primeira edição do projeto “Lugar do Hábito” tem ainda a particularidade de ser feita apenas com criações nacionais, o que implica uma maior identificação com os “hábitos” propostos, aprimorando mais a relação entre o espetáculo e o público.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima considerou que é “fundamental criar o hábito nos cidadãos para os eventos culturais, e foi isso que fizemos ao longo dos últimos anos, numa aposta na diversificação cultural.” O autarca classificou este evento, como “um projeto de experiências novas diferentes e com qualidade, e que permitirá apresentar um conjunto de espetáculos que se espera atraiam e dinamizem a atividade turística”.

Conta ainda este projeto com uma mostra fotográfica que terá por base um concurso que decorrerá durante a realização do “Lugar do Hábito”, com enfoque nos espetáculos. Esta iniciativa culminará com a criação de um portfólio de imagens para memória coletiva futura. No final será criada uma mostra/exposição itinerante e online com as 20 melhores fotografias.

Ao longo de 10 dias serão apresentados 9 espetáculos (em que as temáticas abordadas passam por diferentes aspetos da vida humana) e 4 oficinas. Todo o Festival contará com um plano de contingência, cumprindo as regras para os espetáculos ao ar livre da DGS.

Fotos: Medium

EXPOSIÇÕES DE BONECAS COM PEÇAS ORIGINAIS VÃO COLORIR MUSEU DO BRINQUEDO PORTUGUÊS, A PARTIR DE 02 DE JULHO

O Museu do Brinquedo Português de Ponte de Lima vai acolher a exposição “As Bonecas da Avó Lina”, que se apresentam com vestuário criado artesanalmente pela artista local, residente em Cepões, Ponte de Lima.

As estrelas da mostra são bonecas vestidas elegantemente com material feito em croché que representam as várias formas de vestuário usado para diferentes momentos, desde o quotidiano, às cerimónias, à religiosidade. Todas as peças são produzidas pela mão da artista Rosalina Correia da Cunha que transforma em arte o passatempo de fazer moda para bonecas que encontra em feiras de velharias e artesanato. Além das bonecas a exposição agrega outros objetos feitos com o mesmo material que ganham uma nova vida.

A exposição pode ser visitada de 02 de julho a 19 de setembro de 2021, de terça a domingo, de 10h às 17h, na Sala de Exposições Temporárias do Museu do Brinquedo Português de Ponte de Lima.

Mais informação Cultural neste seu jornal. Na secção CARTAZ

MEDIDAS PREVENTIVAS CONTRA INCÊNDIOS FLORESTAIS

Hoje, dia 1 de julho, entra em vigor o período crítico para a ocorrência de incêndios florestais, prolongando-se até o dia 30 de setembro. Assim, relembramos a todos os cidadãos que independentemente das condições meteorológicas, em todos os espaços rurais é expressamente proibido realizar fogueiras para a confeção de alimentos, queimar matos, silvas ou qualquer tipo de sobrantes agrícolas ou florestais, e lançar foguetes e balões com mecha acesa.

Também durante este período, o acesso, a permanência e a circulação no interior de determinadas áreas florestais é condicionado e nos trabalhos e outras atividades que decorram nos espaços rurais, é obrigatório que as máquinas de combustão interna e externa a utilizar, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, sejam dotadas de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa – chamas nos tubos de escape ou chaminés, e estejam equipados com um ou dois extintores de 6 kg, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10 000 kg.

 

Texto e fotos: Município de Ponte de Lima / Etc e Tal jornal

 

01jul21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.