Menu Fechar

“Eixo Atlântico” aposta na valorização e promoção turística da Eurorregião

O Eixo Atlântico está empenhado em valorizar Turismo na Eurorregião e em contribuir para que, no futuro, este sector tenha uma dinâmica superior através da implementação de estratégias de promoção turística agregadoras de todos os territórios. Esta é a conclusão do seminário sobre as estratégias de desenvolvimento turístico conjunto e a sua viabilidade no próximo Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal – POCTEP, um projeto financiado pelo Interreg Europe.

Na sessão de abertura, que decorreu no passado dia 15 de julho, em Águas Santas, na Maia, e que contou com a presença de Isabel Ferreira, secretária de Estado da Valorização do Interior, e do presidente da CCDR-N, António Cunha, o presidente da Câmara Municipal de Braga e do Eixo Atlântico, Ricardo Rio lembrou que o sector do turismo é algo sempre esteve integrado na matriz de atuação do Eixo Atlântico.

“Não há turismo se não houver recursos que fomentem esse sector e, nos últimos anos, o Eixo Atlântico tem efetuado um excelente trabalho em colaboração com cada um dos territórios para qualificar a oferta turística seja pela via de atividades culturais ou desportivas, pela valorização ambiental ou pela promoção do património. No fundo, temos criado soluções para que, no conjunto da Eurorregião, houvesse mais oferta que fosse potenciadora de promoção turística”, referiu Ricardo Rio.

A juntar a essa dimensão, o autarca explicou que ao longo dos últimos anos a associação transfronteiriça teve também uma forte preocupação com a promoção desses mesmos recursos e lembrou o projeto ‘Dois Países, Um Destino’, um mote amplamente divulgado e que agregou todas as regiões abrangidas pelo Eixo. “Esse projeto afirmou-se uma referência no quadro do Eixo Atlântico e posteriormente revelou-se também uma referência noutros contextos territoriais”, sublinhou.

Num panorama pós-pandemia, o turismo é um instrumento crucial para reativar a economia e a promoção do território transfronteiriço, permitindo o desenvolvimento de novas atividades económicas que permitam atrair e fixar a população, e melhorar a qualidade de vida e a realidade socioeconómica do território.

“Todas as sinergias são importantes para fomentar o turismo de proximidade que é crucial face às circunstâncias que hoje vivemos onde as pessoas têm menos incentivos para se deslocar. Isso é algo que tem de ser valorizado do ponto de vista económico e social, na medida em que nesta Eurorregião, o turismo representa uma parcela fundamental para as empresas e para o emprego, apresentando um potencial de crescimento muito significativo”, sustentou Ricardo Rio.

O seminário reuniu decisores políticos, autoridades do programa de cooperação, bem como especialistas em turismo para partilhar as experiências adquiridas no projeto EPICAH financiado pelo Interreg Europe, de forma a abordar as possibilidades do novo período de programação e de contribuir para a melhor valorização do património e do território POCTEP. A sessão de encerramento contou com a presença de Luís Pedro Martins, presidente de Turismo Porto e Norte de Portugal e da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

 

Texto e fotos: Gabinete de Comunicação da CM Braga / Etc e Tal jornal

 

01ago21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.