Menu Fechar

Equipa do Ambiente propõe oficinas de Verão para os mais novos explorarem o invisível

É para mostrar o invisível, o que está mesmo debaixo do nosso nariz e dos nossos pés e que nós não vemos, não conhecemos ou a que não estamos atentos que acontecem, este ano, as Oficinas de Verão dos Centros de Educação Ambiental do Porto. As inscrições para participaram nas “Oficinas do Invisível” são gratuitas e já estão abertas.

 Até 10 de setembro, a Quinta do Covelo, o Núcleo Rural do Parque da Cidade, os Jardins do Palácio de Cristal e o Parque da Pasteleira oferecem a oportunidade de experimentar e aprender com a natureza “desconhecida” da cidade. As oficinas, com a duração de três horas e pensadas para crianças dos 6 aos 12 anos, são de inscrição prévia obrigatória, uma vez que cada atividade terá um máximo de 10 participantes e serão seguidas as medidas de segurança impostas pelo Plano de Contingência da Covid-19.

O programa inclui oficinas sobre “O sobreiro” (entre 2 e 6 de agosto, no Parque da Pasteleira), “Os polinizadores” (de 9 a 13 de agosto, no Núcleo Rural do Parque da Cidade), “A voz das aves” (entre 16 e 20 de agosto, na Quinta do Covelo), “O solo” (entre 23 e 27 de agosto, também na Quinta do Covelo), “Os seres dos charcos” (de 30 de agosto a 3 de setembro, no Núcleo Rural do Parque da Cidade), e, para terminar o verão, “A clorofila” (de 6 a 10 de setembro, nos Jardins do Palácio de Cristal).

A abertura das inscrições nas Oficinas do Invisível pode ser acompanhada na página do Ambiente da Câmara do Porto, sabendo que estarão disponíveis oito dias úteis antes de cada oficina a partir das 21 horas.

Os portadores do Cartão Porto. terão acesso prioritário a 50% dos créditos de inscrição nas oficinas.

 

Texto e foto: Porto. / Etc e Tal jornal

 

01ago21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.