Menu Fechar

Natação Adaptada: Clube Feira Viva continua a afirmar-se na formação de atletas e na conquista de títulos

No final de mais uma época desportiva atípica, ainda marcada pelos constrangimentos e medidas de segurança para conciliar a prática desportiva com a pandemia, que pelo segundo ano consecutivo obrigou a estratégias de formação e treino, adequadas a uma realidade que persiste, como o recurso online, com a Covid-19 a evoluir em diferentes fases, que exigiram redobrado trabalho de técnicos, treinadores, atletas e famílias.

Resultado de todo este envolvimento, empenho, dedicação e muita paixão à formação e preparação de equipas, que coletivamente e individualmente deram muitas alegrias a todos os responsáveis deste projeto Feira Viva Natação Adaptada, como clube que se continua a afirmar na formação de atletas e na conquista de títulos. Este foi o cenário de prática e competição desportiva, com o Clube Feira Viva a destacar-se em pódios de eventos desportivos nacionais e internacionais, que esteve na base de várias questões colocada pelo nosso jornal à diretora técnica e treinadora da equipa da Feira Viva de Natação Adaptada.

 

José Lopes

(texto)

 

Das apreciações de Carla Cardoso a propósito dos principais eventos desportivos em que participaram atletas e equipas da Feira Viva Natação Adaptada, destaca-se a presença de Ivo Rocha, entre oito nadadores no Campeonato da Europa de Natação WPS Madeira 2021. Assim como a prestação no Campeonato Nacional de Verão, em finais de junho, com a participação de 12 nadadores do Clube Feira Viva, conquistando os títulos de campeã nacional por equipas femininas, e vice-campeã nacional por equipas masculinas. Alcançando ainda três recordes nacionais, um recorde europeu, 21 recordes pessoais, arrecadando também 14 títulos nacionais de absolutos. Títulos em que se destacaram atletas como Samuel Duarte, com a conquista de três recordes nacionais, entre vários outros títulos alcançados pelos nadadores do Clube de Santa Maria da Feira, como: António Alves; Diogo Gomes; Rodrigo Patrício, Samuel Duarte; Adriana Reis; Ana Castro; Ivo Rocha; Filipa Reis e Raquel Rocílio.

Não menos marcante nas conquistas do Clube Feira Viva, foi a prestação e conquistas dos seus atletas no “I Torneio Internacional de Natação Adaptada ANIC/ANDS”, que se realizou no primeiro fim-de-semana de julho, em Ponte de Sor. Evento em que no ranking dos 10 melhores nadadores do Torneio, se destacaram em masculinos nadadores do Feira Viva como: Samuel Duarte (2.º posição); Rodrigo Patrício (3.º) e António Alves (8.º). Já em femininos os destaques foram para Filipa Reis (2.º posição); Adriana Reis (4.º); Raquel Rocílio (5.º) e Paula Tino (8.º).

Perante todos estes motivos de satisfação e alegria, partilhada pela significativa comunidade, atletas, famílias e técnicos, que vivem intensamente os diferentes momentos proporcionados pelo trabalho e pela entrega de todos, neste projeto do Clube Feira Viva Natação Adaptada. Quisemos neste final de época, dar a palavra à diretora técnica e treinadora, Carla Cardoso, que mais uma vez se disponibilizou a expor algumas apreciações ao trabalho desenvolvido e à participação em alguns dos eventos desportivos, tais como:

Campeonato Europeu na Madeira (maio) em que participou o Ivo Rocha…

“Após o adiamento do Europeu Open de natação paralímpica de maio de 2020 para 2021, devido ao estado pandémico da covid-19 a nível mundial, adicionado ao facto do Ivo Rocha como atleta de alto rendimento ter tido a sua última participação numa prova internacional em agosto de 2019 (Mundial Paralímpico em Londres) e estar 100% focado no objetivo (de ocupar uma das vagas para Tokyo 2020/21), a sua participação foi “a oportunidade competitiva” em quase dois anos de suspensão competitiva”.

“O Ivo Rocha teve uma preparação muito exigente não só fisicamente (devido à paragem forçada de março a maio de 2020) mas acima de tudo a nível mental e emocional, pois as incertezas da realização de eventos desportivos internacionais, momentos competitivos nacionais e regionais foram sempre muitas!”

“Após várias adaptações comportamentais exigidas por questões de higiene sanitárias, ao treino (ciclo de 4 passa para 5 anos), a participação do Ivo Rocha no “European Open World Para Swimming” na Madeira foi o saborear de cada momento de felicidade desta 7.ª internacionalização pela selecção nacional paralímpica do nadador, no seu melhor momento de forma.”

Campeonato Nacional, no Porto, mais concretamente em Campanhã (26 e 27 junho)… 

“O facto da equipa feminina ter-se classificado em 1.º lugar sagrando-se Campeã nacional na disciplina de natação adaptada e a equipa masculina ter-se posicionado na 2.ª posição, foi um prémio à resiliência com que nadadores, pais e equipa dirigente e técnica encararam o último ano e meio.

Estes resultados foram uma agradável surpresa pois, apesar de nos termos preparado para esta competição com toda a dedicação e responsabilidade que um Campeonato nacional impõe, os nadadores encontravam-se ansiosos já que 1/3 da equipa não tinha cumprido com os mínimos de classificação, a maioria não nadava em piscina longa (50m) desde dezembro e os momentos competitivos da época tinha-se resumido a 2/3 provas, entre as quais, duas em regime de inclusão com a natação pura.”

Como se alcançam importantes resultados apesar dos constrangimentos da pandemia a obrigar a treinos online?

“Julgo que a base destes resultados é a paixão e a dedicação que a maioria da equipa tem pela modalidade. Os treinos online foram importantes para mantermos o contacto, promovermos a atividade e a aptidão física, a sanidade mental e emocional reduzindo ao máximo o isolamento dos nossos nadadores através da manutenção das rotinas que nos eram permitidas.”

Alguns dos destaques de atletas nestas provas?

“Neste final de época desportiva 2020/21, a maioria dos nadadores superaram as suas melhores marcas e aqueles que não conseguiram, ficaram muito próximo de as superar. Saliento os feitos dos nadadores:

“Ivo Rocha (S5) – o recorde nacional (RN) de piscina longa (PL) aos 50 metros costas e o 5.º lugar na final dos 100m Bruços no “European Open World Para Swimming” na Madeira que se realizou em maio; Ana Filipa Castro (S8) – RN de piscina curta (PC) aos 100Livres no campeonato regional de Verão da ANNP na Lousada que se realizou em junho.”

“Samuel Duarte (S14)- RN de PC aos 400Livres no Campeonato Regional de Verão da ANNP na Lousada; o RN de PL aos 400Livres no Campeonato Nacional de Verão de Natação Adaptada que se realizou, no Porto, mais concretamente em Campanhã; Filipa Reis (S21) como RN de PC aos 100m Livres, recorde europeu DSISO de seniores aos 200Bruços e aos 100livres; record do mundo DSISO sénior nos 100 Estilos e 50 Bruços no 1.º Torneio Internacional de Natação Adaptada ANIC/ANDS que se realizou em Ponte de Sor.”

Significado de títulos e recordes obtidos… 

“Os resultados obtidos, dos quais resultaram votos de louvor dedicados aos nadadores, foram um reconhecimento e uma homenagem à dedicação, persistência e sobretudo à resiliência dos nadadores, pais e equipa técnica em mais uma época atribulada, repleta de incertezas e várias adaptações aos locais das sessões, planificações de treino devido às constantes alterações de actuação perante isolamentos profiláticos e à evolução dos números da Covid-19 no nosso concelho.”

 

Fotos: Facebook / Feira Viva Natação Adaptada

 

01ago21

 

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.