Menu Fechar

Valongo – Câmara distribui tablets para integrar digitalmente 800 seniores do projeto “ASA 4.0”

O Município de Valongo através do Programa ASA – Acreditamos em Seniores Ativos está a implementar o projeto de literacia digital ASA 4.0, direcionado a todos os seniores inscritos no programa. Para materializar o “Projeto ASA 4.0”, a autarquia investiu 167.280€ na aquisição de 800 tablets, que começaram a ser cedidos temporariamente aos alunos e alunas inscritos nas academias seniores.

Promovido em parceria com a Fundação Virtual Educa, o projeto ASA 4.0 tem como objetivo integrar digitalmente a população idosa, melhorando a sua qualidade de vida, integrando-os em redes sociais que lhes permitam combater o isolamento.

Além possibilitar a interação com dispositivos digitais, no âmbito desta iniciativa serão desenvolvidos conteúdos específicos para atender às suas necessidades e aos seus interesses. A solução tecnológica foi desenvolvida pela Altice e pela jp.ik, que desenharam um produto a pensar nas pessoas mais idosas, assegurando a integração digital da população, através do equipamento e da conectividade garantida em qualquer lugar.

“Temos muito orgulho no projeto ASA, é dos mais bonitos que temos. O ASA 4.0 é mais um importante contributo para melhorar a qualidade de vida da população sénior residente no concelho de Valongo. Além de diminuir o sentimento de solidão e isolamento, permitirá aumentar os níveis de autoestima e desenvolver o sentido de cidadania ativa”, salientou o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, referindo que devido à pandemia Covid 19, as atividades realizadas online não abrangem a totalidade dos seniores inscritos por falta de meios e conhecimentos informáticos.

“Estamos ansiosos por retomar as atividades presenciais e vamos fazê-lo logo que a evolução a situação pandémica o permita, mas vamos também agarrar esta oportunidade para capacitar os nossos seniores, estimulando as suas competências sociais e sua participação cívica através dos meios digitais. Não é só emprestar um tablet, trata-se de criar um canal de ligação dos nossos seniores com o mundo. Os resultados deste projeto inovador vão-nos surpreender a todos”, garantiu o autarca.

As primeiras entregas dos equipamentos e respetivas ações de formação realizaram-se no dia 27 de julho, no Fórum Cultural de Ermesinde (alunos/as dos Polos de Alfena e Ermesinde); e no dia 28 de julho, Auditório Dr. Antonio Macedo (alunos/as dos Polos de Campo, sobrado e Valongo). Foram cumpridas todas as normas de saúde pública em vigor.

MINISTÉRIO PÚBLICO ARQUIVA QUEIXA DA “RECIVALONGO” CONTRA A CÂMARA MUNICIPAL 

A Procuradora do Ministério Público de Valongo determinou o arquivamento dos autos da queixa-crime apresentada pela Recivalongo contra o presidente da Câmara Municipal de Valongo, a propósito das diversas ações e declarações públicas de José Manuel Ribeiro contra o funcionamento do Aterro explorado por aquela empresa, em Sobrado.

Além do autarca, a queixa-crime visava também a Câmara Municipal de Valongo e desconhecidos, estando em causa os crimes de instigação pública a um crime, atentado contra o Estado de Direito e abuso de poder.

De acordo com a o despacho da Procuradora, “… a atuação de acordo com o arguido é legítima, representando a vontade da população que o elegeu de que o aterro existente em Sobrado não é benéfico para a saúde dos seus habitantes nem para o meio ambiente”. Mais, refere ainda no despacho de arquivamento que “… consideramos que a atuação do arguido se insere no direito que lhe assiste de liberdade de expressão, informação e de indignação”.

O presidente da Câmara Municipal de Valongo tem estado na linha da frente dos protestos, estando desde a primeira hora ao lado da população de Sobrado contra o funcionamento do Aterro de resíduos, instalado naquela freguesia.

Por diversas vezes José Manuel Ribeiro denunciou publicamente a ilegalidade das licenças urbanísticas e ambientais atribuídas ao Aterro, manifestando-se contra o atual modo de funcionamento daquelas instalações que a seu ver, não cumprem as regras legais que protegem o Ambiente, a Saúde, a Segurança e a Qualidade de Vida das populações residentes, que diariamente são confrontadas com maus cheiros, pragas de mosquitos e perturbações na saúde das pessoas mais fragilizadas.

O autarca já requereu ao Ministro do Ambiente que encetasse as necessárias diligências para o encerramento definitivo do Aterro, bem como a fiscalização do seu atual funcionamento, designadamente quanto à deposição de resíduos importados, resíduos perigosos, nomeadamente amianto, e ainda a descarga de águas lixiviadas no sistema público de águas residuais.

“Esta foi mais uma vitória das forças do bem, nesta longa batalha que só venceremos no dia que o aterro de Sobrado for definitivamente encerrado e descontaminado”, considerou José Manuel Ribeiro em reunião de câmara, onde deu conhecimento deste despacho ao Executivo. “Fui eleito para defender o interesse público e é que farei, respeitando a Lei”, disse.

“CIRCUITO DE CONTEMPLAÇÃO DE VALONGO” JÁ FOI INAUGURADO

O Circuito de Contemplação de Valongo está concluído e foi oficialmente inaugurado no passado dia 10 de julho. Ao longo dos cerca de 30 quilómetros de circuito, o visitante tem a possibilidade de descansar e apreciar a paisagem, aproveitando para registar fotograficamente a sua passagem pelo território nos três baloiços (Monte Alto/Sanatório, Santa Justa/Campo de Tiro, Quintarei /Marco Geodésico) e nos três imponentes tronos Romanos (Miradouro de Santa Justa, Vale da Tranquilidade e Alto de Pias).

Com elevações entre 350/400 metros acima da linha do mar, é possível usufruir de vistas magníficas sobre o Porto, Vila Nova de Gaia, Maia e Matosinhos, isto para o lado da faixa costeira. Para o interior, permite desfrutar de vales e serras. Em dias de boa visibilidade, permite visualizar até à Serra do Marão.

O investimento global no Circuito de Contemplação foi de 42.681€, incluindo a construção e implantação dos baloiços e dos tronos romanos, bem como a produção e colocação de sinalética específica, com levantamento e mapeamento do percurso geral, bem como dos acessos rápidos. O Trono do Miradouro na Santa Justa foi equipado com rampas para ser acessível a pessoas em cadeira de rodas.

“Continuamos a ativar o território. Esta nova infraestrutura vem completar um ciclo de investimento de aproximadamente 750.000€ nas nossas serras e insere-se na rede de equipamentos de lazer e desporto ao ar livre ‘Valongo inOutdoor’, que inclui já os Centros de BTT, de Trail Running, de Percursos Equestres e de Escalada e também os Centros de Marcha e Corrida de Valongo e de Ermesinde.

Em breve, avança a construção da Escadaria Cuca Macuca, na Serra de Santa Justa”, salienta José Manuel Ribeiro, Presidente da Câmara de Valongo, sublinhando a importância destas infraestruturas de fruição livre e gratuita para a manutenção/recuperação da saúde física e mental da população no período pós-pandemia.

Para o autarca que também preside ao Conselho Executivo do Parque das Serras do Porto, “estas infraestruturas representam uma poderosa mais-valia não só para a dinamização das Serras do Porto, mas também para toda a Área Metropolitana, onde o concelho de Valongo se assume como a Capital do Desporto Outdoor”.

Além da beleza das Serras de Santa Justa e Pias, que fazem parte do Parque das Serras do Porto onde outrora habitavam as trilobites e mais tarde os Romanos exploraram ouro, estes circuitos servem também de ponto de partida para a descoberta da imensa riqueza territorial existente nas vilas de Campo e Sobrado e nas cidades de Alfena, Ermesinde e Valongo.

Além das Serras e Rios, destacam-se a centenária tradição do Biscoito e da Regueifa, a arte do Brinquedo Tradicional Português, a espetacular tradição das Bugiada e Mouriscada, a riqueza da Ardósia e impressionantes Monumentos Religiosos.

 

Texto: Lúcia Pereira (CM Valongo) / Etc e Tal jornal

Fotos: CMV e pesquisa Web

 

01ago21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.