Menu Fechar

A cultura oriental em exposição na Cooperativa Árvore

No âmbito do programa “Oriente nas Virtudes”, a Cooperativa Árvore tem patente as exposições “Cartazes de Propaganda Chinesa” e “Omocha. Brinquedos Rituais Japoneses”.

Até 4 de setembro é possível viajar até ao mundo oriental sem sair do Porto. O programa “Oriente nas Virtudes” arrancou no passado dia 19 de agosto na Cooperativa Árvore, com a inauguração das exposições “Cartazes de Propaganda Chinesa” e “Omocha. Brinquedos Rituais Japoneses”. A programação inclui ainda música, workshops, bem como a realização de um mercado oriental, entre outras atividades desenvolvidas com as comunidades japonesa e chinesa, entre outras.

Com o objetivo de promover um maior conhecimento da cultura oriental, nas suas mais variadas representações, as exposições trazem ao Porto um número de objetos que integram à coleção Kwok On da Fundação Oriente.

Os 33 cartazes de propaganda chinesa, produzidos entre 1959 e 1981, “constituem um documento histórico do período que vai do Grande Salto em Frente e da criação das Comunas Populares ao fim da Revolução Cultural”, explica a Fundação Oriente, acrescentando: “Com tiragens de dezenas de milhares de exemplares, estes cartazes, cujo objetivo era o de mostrar ao povo o caminho a seguir, viam-se em todo o lado e faziam parte do quotidiano dos chineses.”

A segunda exposição é dedicada aos “omocha”, brinquedos rituais japoneses que se destinam a crianças, mas também a adultos. “Não se sabe ao certo quando começaram a produzir-se estes brinquedos tradicionais”, nota a Fundação Oriente, sublinhando que estes objetos “são usados para a brincadeira, mas também como amuletos da sorte, objetos que protegem crianças e adultos de maleitas, recordação de peregrinações, e símbolos de festividades anuais e locais, muito vendidas em santuários e templos.”

“’Omocha’ também significa ‘objeto tradicional’ que, embora com uma função lúdica, representa divindades, monstros, seres lendários, homens ou animais, saídos do folclore, dos rituais e da arte populares, e está sobretudo ligado a crenças religiosas, de origem xintoísta e budista”, conclui.

O programa “Oriente nas Virtudes” integrou também uma semana cultural que decorreu de 23 a 28 de agosto e incluui concertos, degustação de chás, oficinas e workshops, e gastronomia.

 

Texto e foto: Porto. / Etc e Tal jornal

 

01set21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.