Menu Fechar

“Galandum Galundaina” e Uxi no encerramento do “MUMI 2021”

MUMI 2021, que acontecerá de 9 a 11 de setembro na Eurocidade Tui-Valença, contará para o seu encerramento com o concerto duplo protagonizado por duas das propostas musicais de maior renome de ambas as margens do Minho: a banda portuguesa Galandum Galundaina e a artista galega Uxía. O Encontro Profissional das Músicas no Minho, que também terá programação aberta à cidade, repartirá a sua atividade entre Valença e Tui durante os três dias de duração.

Para além dos dezoito showcases já anunciados de bandas galegas e portuguesas, o encontro acolherá um programa de encontros para empresas e festivais, atividades formativas e profissionais. Os concertos de abertura e encerramento, assim como a maior parte dos showcases, vão estar abertos ao público geral. Patrocinado pela Eurocidade Tui-Valença, também apoiam o MUMI 2021 a Direção Regional de Cultura do Norte e a Xunta de Galicia assim como a Fundação GDA, Fundação SGAE, Bodegas Martín Códax, Gadis, Mel: Piquenique das artes e a Antena 1 e Antena 3 como parceiros media.

Galandum Galundaina

O concerto de encerramento terá lugar a 11 de setembro nas Cortinas de São Francisco (Valença) às 21h. Considerado como un dos projetos musicais mais relevantes no contexto folk em Portugal durante os últimos vinte e cinco anos, Galandum Galundaina construiu um espaço em que o passado e o futuro da música tradicional andam de mãos dadas, e o MUMI 2021 tem a sorte de fechar edição com eles. A formação, considerada a embaixadora da música das Terras de Miranda, desenvolve um trabalho de investigação à volta dos instrumentos tradicionais – extraordinário no caso da gaita-de-foles mirandesa mas também em instrumentos sonoros de construção própria – assim como de promoção cultural, com a organização de eventos como o Festival itinerante de cultura tradicional “L Burro i l Gueiteiro”.

Uxia

Paulo Preto, Paulo Meirinhos, Alexandre Meirinhos e João Pratas são Galandum Galundaina, com quatro discos de estúdio e um DVD ao vivo; é em cima do palco que os quatro elementos apresentam um repertório vocal e instrumental na herança do cancioneiro tradicional das Terras de Miranda, onde as harmonias vocais e o ritmo das percussões nos transportam para um universo atemporal. Das memórias da Sanfona, da Gaita-de-foles Mirandesa, da Flauta pastoril, do Rabel, do Saltério, do Cântaro, do Pandeiro mirandês, do Bombo e da Caixa de Guerra do avô Ventura, nasce uma música que acumula referências, lugares, intensidades, tempos.

 18 SHOWCASES E CONCERTO INAUGURAL

Os showcases programados de bandas e artistas de Galiza e Portugal, a maior parte deles abertos ao público, serão a coluna vertebral do MUMI 2021. Familia Caamagno, Magín Blanco e a banda das apertas, Oîma, Os d’Abaixo , O Sonoro Maxín, Pálida, Pulpiño Viascón, Silvia Penide e Xacobe Martínez Antelo Quinteto formam a relação dos showcases galegos programados. No caso de Portugal, as bandas selecionadas são também nove: Barry White Gone Wrong, Cassete Pirata, Conjunto!Evite, emmy Curl, Jorge da Rocha, José Valente, Káustika, TAKATUM apresenta Ah!Ah!Ah! e The Guit Kune Do. A Orquestra Galego Portuguesa de Liberação oferecerá o concerto de abertura do MUMI 2021 na quinta dia 9 de setembro em Tui na Praza da Corredoiras às 21:30h galegas e 20:30 portuguesas.

 

Texto r fotos: MUMI / Etc e Tal jornal

 

01set21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.