Menu Fechar

APTDCU – PRESTAÇÕES DOS ATLETAS DE OVAR EM VÁRIOS EVENTOS DE ARTES MARCIAIS RETOMAM DINÂMICAS DESPORTIVAS

Ultrapassadas várias das fases de restrições impostas pela pandemia na prática desportiva, a mensagem da Associação Portuguesa de Técnicas de Defesa e Combate Urbano (APTDCU) com sede em Ovar, que tem como presidente o mestre João Botelho, tem como tema “o tempo de ficar parado acabou! Mexa-se… pela sua saúde!”. Apelo para as diversificadas atividades dinamizadas e desenvolvidas por esta associação promotora das Técnicas de Defesa e Combate Urbano (TDCU), que têm resultado na participação dos atletas da equipa de Ovar em eventos de artes marciais, com prestações que animam o retomar das dinâmicas desportivas promovidas pela APTDCU.

A mais recente participação da equipa de Ovar da APTDCU aconteceu no dia 18 de setembro no 1.º Convívio Academia Carlos Cordeiro realizado em Pelichos – Arazede. Um curso de defesa pessoal que iniciou com um estágio técnico de Krav-Combat (Close Combat Academy Internacional) e Exames Graduação sob direção do mestre Miguel Abreu, a que se seguiu um 1.º Torneio Kumite Point, organizado pela World Self Defense Systems Organization-WSDO. Um evento em que a prestação da equipa de Ovar se destacou com os seus seis atletas a, arrecadarem 4 medalhas de “ouro” e 2 de “prata”. Uma “excelente prestação, não só pela qualidade mas também, porque foi a primeira vez que competiram, nesta prova denominada Kumite Point”, realçou o mestre João Botelho, que foi auxiliado pelo mestre António Tavares, na orientação da equipa composta pelos atletas: José Marques, João Mesquita, Luís Iglésias, Vítor Pereira, Ariana Lopes e Gabriela.

Este 1.º Convívio que teve como anfitrião o mestre Carlos Cordeiro, uma das referências das artes marciais, contou igualmente com destacada participação dos seguintes “dojos”: Academia Carlos Cordeiro, Hombu Dojo Figueira da Foz, Dojo Quiaios, Dojo 333 Coimbra e TDCU Ovar. Coletivos que no âmbito das técnicas demonstradas no referido evento, têm agora como perspetivas e objetivos desportivos, a disputa do campeonato nacional na Figueira da Foz a 23 de outubro, a que se seguirá presença em Marrocos no calendário destas mesmas técnicas e modalidades das artes marciais.

A APTDCU também se fez representar no início de setembro no Estágio de Combate Desportivo Kung Do (combate misto), que decorreu no Hombu-Dojo da Associação MSD Ryu, na Figueira da Foz. Trata-se de um evento de formação que teve a direção do mestre Miguel Abreu e organização da Federação Portuguesa de Kung Do. Ação creditada pelo IPDJ que contou com a participação de cerca de duas dezenas de formandos, dos “dojos” da Figueira da Foz, Quiaios, Maiorca, Coimbra, Ovar e Famalicão.

Ainda relativamente ao calendário de eventos organizados pela APTDCU em Ovar, ficou adiado para 2022 o campeonato nacional Kung Do que chegou a estar agendado para 23 de outubro, mas, por se tratar, segundo o mestre João Botelho, de “combates de alto risco”, a sua realização acabou também influenciada pelas preocupações de garantia de segurança, resultantes da pandemia covid-19. Uma prova que conta com o apoio da Federação Portuguesa de Kung Do (FPKD), para além de entidades locais.

 

Texto: José Lopes

Fotos: Facebook/João Botelho

 

01out21

 

 

 

Partilhe:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.