Menu Fechar

Município do Porto lamentou morte do antigo Presidente da República Jorge Sampaio

A Câmara do Porto lamentou, no passado dia 10 de setembro, o desaparecimento, aos 81 anos, de Jorge Sampaio. Desempenhou, ao logo da sua vida, os mais altos cargos políticos no país, com destaque para os dois mandatos como Presidente da República, entre 1996 e 2006.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, endereçou as mais sentidas condolências à família, aos amigos e ao Partido Socialista.

Nascido a 18 de setembro de 1939, Jorge Sampaio iniciou o seu percurso, ainda estudante, como um dos protagonistas, na Universidade de Lisboa, da crise académica do princípio dos anos 1960, que gerou um longo e generalizado movimento de contestação estudantil ao Estado Novo, até ao 25 de Abril de 1974.

Advogado de formação, foi secretário-geral do Partido Socialista (1989-1992), Presidente da Câmara Municipal de Lisboa (1990-1995) e Presidente da República (1996 e 2006).

Após a passagem pela Presidência da República, foi nomeado, em 2006, pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas, enviado especial para a Luta contra a Tuberculose. Entre 2007 e 2013 foi alto representante da ONU para a Aliança das Civilizações.

A 24 de fevereiro de 2015, a Universidade do Porto atribuiu-lhe o título de Doutor Honoris Causa, distinguindo o seu contributo no exercício de cargos públicos, o exemplo cívico do seu percurso de vida e a dimensão internacional que o seu trabalho alcançou.

“Há momentos das nossas vidas que, pelo seu caráter singular, nos servem de estímulo por mostrarem termos escolhido bem o caminho já trilhado e as opções que nele tomámos ao longo dos anos”, destacou, na ocasião, Jorge Sampaio.

 

Texto: Porto. / Etc e Tal jornal

 

01out21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.