Menu Fechar

“Serralves em Luz” é uma das dez melhores exposições na Europa, diz o “The Times”

Quem quiser “ir ao inferno e voltar” – que é como quem diz visitar uma das dez melhores exposições em toda a Europa – deve ir ao Serralves em Luz. As 24 instalações que iluminam três quilómetros de caminho pelo parque foram consideradas pelo jornal britânico The Times “um dos espetáculos de arte mais aliciantes” e uma viagem de outono que vale a pena fazer.

A peça jornalística tem o sugestivo título “To Hell and back: the best European exhibitions to see” (Ao inferno e voltar: as melhores exposições europeias para visitar) e destaca “uma exposição em constante mudança de luz e cor” e que vai levar os visitantes a serem “transportados para um reino de sonho onde as estações mudam sob planetas circulares, e os arco-íris esculpem através da atmosfera”.

“As instalações luminosas transformam o espaço em ambientes imersivos que nos transportam para as diferentes estações do ano, que permitem a conexão com diversos elementos naturais do Parque – como a água ou a vegetação – e que nos levam a experienciar, de uma forma original, manifestações luminosas da natureza como o sol, a lua, os reflexos, o arco-íris ou as auroras boreais”, explica a Fundação.

O desenho de luz é criado por Nuno Maya, co-fundador e diretor artístico do LUMINA Festival da Luz, considerado pelo jornal britânico The Guardian como um dos “Top 10 European Light Festivals”, e responsável pelo Porto Legends, na Alfândega.

Além desta, o The Times destaca Inferno, em Roma, dedicada aos 700 anos de Dante Alighieri; a mostra The Morozov Collection: Icons of Modern Art, em Paris; uma exposição sobre a obra de Johannes Vermeer, On Reflection, na cidade alemã de Dresden; Modigliani: The Primitivist Revolution, em Viena; a exibição da obra de Edvard Munch na capital norueguesa, Oslo; Remember Me: Portraits from Dürer to Sofonisba que reune 100 retratos do renascimento em Amsterdão; a exposição Europalia: Tracks to Modernity, em Bruxelas, sobre a forma como diversos artistas representaram o comboio; a exposição da prolífica obra de Magritte, The Magritte Machine, em Madrid e uma exposição comemorativa dos 200 anos da independencia grega, Revolution ’21, em Atenas.

O Serralves em Luz pode ser visitado todos os dias, entre as 21 e as 24 horas, até ao dia 17 de outubro.

 

 

Texto: Porto. / Etc e Tal jornal

Foto: DR

 

01out21

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.